NOTÍCIAS

Ações da Vale lideram ranking de recomendações do mês de janeiro

3 de janeiro de 2013

rnPapel é o mais indicado por especialistas por causa do crescimento da China e do câmbiorn rnSe 2012 foi o ano das companhias ligadas ao mercado doméstico, agora, é a vez das exportadoras. Pelo menos, na bolsa. N&atil

rn

Papel é o mais indicado por especialistas por causa do crescimento da China e do câmbio

rn

 

rn

Se 2012 foi o ano das companhias ligadas ao mercado doméstico, agora, é a vez das exportadoras. Pelo menos, na bolsa. Não à toa, no primeiro mês de 2013, os papéis da Vale lideram o ranking de recomendações das corretoras. Das 10 casas que fizeram parte do levantamento do BRASIL ECONÔMICO, — BB Investimentos, Concórdia,BI&P Corretora, Planner, Um Investimentos, Socopa, Souza Barros, XP Investimentos, Citi Corretora e HSBC — cinco delas recomendaram as ações PNA da Vale (BB Investimentos,Planner, Um Investimentos, Socopa, e Citi Corretora) e três sugeriram as ordinárias (Concórdia e HSBC).

rn

Carlos Nunes, estrategista de renda variável do HSBC, afirma que a percepção de risco global está melhor: os yields da Espanha e Itália recuaram — em um claro voto de confiança dos investidores — e o acordo para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos provocou certo alívio.

rn

“Mas a boa notícia vem mesmo da China, que deve voltar a crescer 8,5% neste ano”, diz. “Isso aliado a um câmbio mais solto (que pode chegar a R$ 2,30 ao fim de 2013) deve favorecer Vale, Gerdau e empresas de agrobusiness, como Brasil Foods e SLC. Não é que as empresas que apresentaram geração de caixa em linha no ano passado não vão ter alta; é que a elevação vai ser menor, já que os múltiplos estão bem precificados. O ganho será maior nos setores que estão com desconto”, diz Nunes.

rn

Um relatório elaborado pelos analistas da Citi Corretora também cita a aceleração da China e a depreciação do real como dados positivos para os resultados da Vale, que serão impulsionados ainda pelo aumento no preço do minério de ferro.

rn

“Já é sabido que com as provisões para pagamento de impostos e o impairment (desvalorização do ativo), fatos anunciados em dezembro, a Vale terá prejuízo líquido no quarto trimestre. Porém, em função do aumento de 7,4% nos preços do minério verificado no último trimestre em relação ao terceiro, a mineradora deve apresentar margens operacionais melhores no último trimestre do ano”, de acordo com a equipe de análise da Planner.

rn

Por outro lado, o economistachefe da XP Investimentos, Rossano Oltramari, não recomenda a compra dos papéis da Vale, pois eles já foram bastante beneficiados nos últimos meses com o avanço no preço do minério.

rn

O analista William Alves, também da XP, aponta que a mineradora “pode voltar um pouco,pois não sabemos até que ponto existe espaço para apreciação do minério de ferro.”

rn

 

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Produção da Vale bate recorde no trimestre

20 de outubro de 2017

O complexo atingiu recorde trimestral de 45 Mt no terceiro trimestre, ao produzir 8,5% a mais do que no segundo trimestre.

LEIA MAIS

Minério mantém alta

5 de dezembro de 2017

Em sua quinta alta consecutiva, o minério de ferro atingiu o maior valor desde 14 de setembro no mercado à…

LEIA MAIS