NOTÍCIAS

Bahia elabora Política Mineral e muda estratégias para beneficiar o segmento

14 de julho de 2017

Temas como licenças ambientais, infraestrutura, legislação, financiamentos, pesquisas, desenvolvimento tecnológico e inovação foram debatidos no evento

Quinto maior produtor do Brasil no setor da mineração com quatro por cento da produção nacional, a Bahia iniciou a elaboração da política mineral do estado. O lançamento da iniciativa contou com a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), Jaques Wagner, do presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban,  da superintendente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Reinaldo Sampaio, do presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral, Alexandre Brust, do diretor de Assuntos Minerários do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Marcelo Ribeiro Tunes, do presidente de operações no Brasil da Largo Resources, Paulo Misk, entre ouros.
 
Temas como licenças ambientais, infraestrutura, legislação, financiamentos, pesquisas, desenvolvimento tecnológico, inovação, empresas juniores, tributação e impactos ecológicos e econômicos foram debatidos no intuito de regulamentar o setor até 2035.
 
O diretor do IBRAM apresentou um histórico da  mineração no Brasil e mostrou a importância da atividade para o futuro da sociedade mundial. “Os recursos minerais são essenciais para nossa qualidade de vida, uma vez que as necessidades básicas do ser humano como alimentação, moradia e vestuário são atendidas essencialmente por estes recursos”.
 
A Bahia é um estado com riquezas minerais que chama atenção e deve estar em pauta em âmbito nacional. “O estado lidera o nordeste com 40 % da produção regional. A mineração representa cerca de três por cento do Produto Interno Bruto (PIB) baiano e tem impacto direto em outros setores produtivos fundamentais para o desenvolvimento do País”, avalia Tunes.
 
O evento foi realizado no auditório Fieb, em Salvador (BA).
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS

ArcelorMittal Tubarão lança projeto para dessalinizar água do mar

21 de janeiro de 2019

O projeto demandará investimentos em torno de R$ 50 milhões, gerará cerca de 220 vagas de emprego (no pico da…

LEIA MAIS

Inscrições abertas para submissão de trabalhos na Minexcellence 2019

10 de setembro de 2018

O 4º Seminário Internacional de Excelência Operacional em Mineração (Minexcellence 2019) será realizado em Santiago, no Chile, entre os dias…

LEIA MAIS