NOTÍCIAS

Banco Mundial corta previsão de crescimento global

17 de janeiro de 2013

rnPara o Brasil, a previsão é de avanço de 3,4% em 2013, diz relatório de previsões econômicas da instituição.rnO Banco Mundial cortou bruscamente sua previsão de 2013 para a economia

rn

Para o Brasil, a previsão é de avanço de 3,4% em 2013, diz relatório de previsões econômicas da instituição.

rn

O Banco Mundial cortou bruscamente sua previsão de 2013 para a economia global, na terça-feira (15/1), atribuindo a nova estimativa a uma difícil recuperação nos países desenvolvidos.

rn

Em seu relatório sobre previsões econômicas mundiais, divulgado duas vezes por ano, o banco previu que o Produto Interno Bruto (PIB) global vai avançar 2,4% neste ano, ante 2,3% em 2012.

rn

Em sua previsão anterior, divulgada em junho, o banco projetou crescimento mundial de 3% em 2013 — ano que deve refletir as “frágeis condições globais econômicas”.

rn

“O que estamos vendo é uma recuperação que antecipamos em junho sendo um pouco atrasada, começando mais perto do fim do primeiro trimestre e em direção ao segundo trimestre de 2013, ao invés de começar um pouco antes”, disse Andrew Burns, principal autor do relatório.

rn

Para o Brasil, a previsão é de avanço de 3,4% em 2013, 4,1% em 2014 e 4% em 2015, segundo previsões da entidade.

rn

O Banco Mundial acredita que o PIB global deva se fortalecer gradualmente, crescendo 3,1% em 2014 e 3,3% em 2015.

rn

Países em desenvolvimento devem se concentrar em políticas estruturais e investimentos para apoiar o crescimento sustentável, e também devem manter uma “mão estável” na política monetária, sem reagir bruscamente às mudanças nos países desenvolvidos, segundo a entidade.

rn

Mas a instituição reconhece que a contínua incerteza sobre a política fiscal dos Estados Unidos deve ser um duro golpe para países em desenvolvimento.

rn

O Banco Mundial prevê crescimento de 1,9% para os EUA em 2013. Para 2014 e 2015, o avanço projetado é de 2,8% e 3%, respectivamente.

rn

Já para a China, o avanço estimado é de 8,4% em 2013, 8% em 2014 e 7,9% em 2015.

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Vale anuncia a venda dos seus ativos de nitrogenados e fosfatado em Cubatão à Yara

21 de novembro de 2017

A Vale informa que celebrou um acordo de compra de cotas com Yara International ASA, empresa listada na Bolsa de…

LEIA MAIS

Produção da Vale bate recorde no trimestre

20 de outubro de 2017

O complexo atingiu recorde trimestral de 45 Mt no terceiro trimestre, ao produzir 8,5% a mais do que no segundo trimestre.

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até 13 de abril

5 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS