NOTÍCIAS

BHP diz que novos investimentos serão escalonados

2 de maio de 2012

rnFrente a dificuldades e desconfiança dos acionistas, a gigante de mineração BHP Billiton anunciou que vai escalonar o programa de investimentos da empresa, de modo que ele acompanhe as despesas de capital e o fluxo de caixa.rnO

rn

Frente a dificuldades e desconfiança dos acionistas, a gigante de mineração BHP Billiton anunciou que vai escalonar o programa de investimentos da empresa, de modo que ele acompanhe as despesas de capital e o fluxo de caixa.

rn

O diretor executivo da empresa para alumínio, níquel e desenvolvimento corporativo, Alberto Calderon, afirmou hoje em Sydney, na Austrália, que a empresa manterá flexibilidade diante de diversas opções de crescimento. O executivo sinalizou que as projeções de fluxo de caixa devem influenciar os novos investimentos, para que sejam “reduzidos os riscos”. 

rn

A BHP tem gerado preocupação entre os investidores, que temem que os diversos projetos de expansão da empresa consumam seu caixa e ofereçam baixos retornos, já que as estimativas de crescimento dos resultados da companhia têm sido abaladas pela queda nos preços de diversas commodities.

rn

Três grandes projetos da mineradora têm um custo de capital estimado em US$ 50 bilhões, valor que será levado à aprovação do conselho em junho. Os projetos incluem a expansão de uma mina de cobre e urânio e a construção de um porto na Austrália, além de um projeto de potássio no Canadá. Para alguns analistas, ao menos um desses projetos deveria ser adiado pela companhia. 

rn

No fim de 2011, a empresa comprou ativos na área de gás de xisto nos Estados Unidos. No início deste ano, a BHP Billiton e a Mitsubishi Corp. anunciaram o encerramento da produção na mina de carvão metalúrgico Norwich Park, na Austrália, em razão das perdas financeiras registradas por meses consecutivos na operação. Em comunicado, o presidente da BMA (BHP-Mitsubishi Alliance), Stephen Dumble, justificou a iniciativa com os impactos das inundações no último ano, os baixos preços do carvão e custos elevados de produção. 

rn

Foram anunciadas também mudanças na direção da empresa. Ian Ashby, presidente da unidade de minério de ferro da BHP, vai deixar a companhia em julho deste ano, depois de 25 anos na corporação. O executivo será substituído por Jimmy Wilson, atual presidente da operação de carvão. Para garantir uma transição suave, Wilson entra na unidade de minério de ferro imediatamente. Andre Liebenberg, diretor financeiro da divisão de carvão, assume interinamente a presidência da área deixada por Wilson.

rn

 

Fonte: Valor Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Brasil inaugura 1º hub de inovação para a indústria mineral

21 de janeiro de 2019

Inovação na prática, ao vivo, voltada exclusivamente para a indústria da mineração. É o que os participantes do Hub da…

LEIA MAIS

Redes e Imerys capacitam fornecedores em projetos sociais

8 de outubro de 2018

Com o objetivo de fomentar a capacitação de fornecedores locais, as indústrias paraenses têm buscado, cada vez mais, a parceria…

LEIA MAIS

Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS