NOTÍCIAS

Brasil investirá R$ 1,35 trilhão em infraestrutura até 2016

19 de abril de 2012

rnPesquisa apresentada pela Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema) nessa quarta-feira, 18, em Salvador, revela que 12.265 obras de infraestrutura serão executadas nos 26 estad

rn

Pesquisa apresentada pela Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema) nessa quarta-feira, 18, em Salvador, revela que 12.265 obras de infraestrutura serão executadas nos 26 estados brasileiros e Distrito Federal até 2016, contabilizando um total de R$ 1,35 trilhão em investimentos públicos e privados. A Bahia aparece em quinto lugar no montante de investimentos, com 661 obras com valor agregado em torno de R$ 66,4 bilhões. O ranking nacional é liderado pelo Rio de Janeiro, que conta com R$ 355,5 bilhões em investimentos para 435 obras.

rn

Pelo estudo, a maior parte dos investimentos em terras baianas – cerca de R$ 54,2 bilhões – se concentram nas áreas de combustível (óleo e gás), transporte e hotelaria, com destaque para as obras da BR 101, Estaleiro Enseada Paraguaçu e complexo turístico Sul-Amagerone na Praia do Forte.

rn

Coordenador da pesquisa da Sobratema, Brian Nicholson explicou que o setor de infraestrutura tem forte tendência de crescimento no Brasil, com tendência a se concentrar nos estados litorâneos devido ao Pré Sal, mas seu avanço tem sido emperrado devido à demora nos diversos tipos de licenciamentos, licitações e também para liberação de recursos.

rn

“Nenhuma das empresas pesquisadas quer o relaxamento das regras de licenciamento. Elas querem é mais eficiência e agilidade”, afirmou o pesquisador.

rn

Segundo ele, se a economia mundial se comportar conforme preveem os economistas, até 2016, Brasil, Índia e China passarão a responder por até 60% do mercado de obras de infraestrutura, o que explicaria os grandes investimentos feitos no setor de construção pesada nesses países.

rn

Frota – O levantamento da Sobratema informa ainda que a Bahia concentra até 5% da frota nacional de equipamentos para construção, setor que espera compensar este ano a execução moderada de investimentos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) de 2011, em torno de R$ 11 bilhões, quando eram previstos R$ 62 bilhões.

rn

Vice-presidente da entidade, Eurimílson Daniel explicou que o segmento investiu em novas máquinas, com 57,7% da frota nacional tendo idade média de até cinco anos. “Os empresários investiram em equipamentos e estão preparados para servir ao País. O que precisa haver agora é vontade política”, assinalou.

rn

Ele informou ainda que, entre os dias 29 de maio e 2 de junho, acontecerá a 8ª edição da M & T Expo, feira internacional de equipamentos para construção e mineração. O evento reunirá mais de 800 marcas e mil expositores no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Mais informações no site www.mtexpo.com.br.

rn

 

rn

 

Fonte: Gente e Mercado

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Vale anuncia a venda dos seus ativos de nitrogenados e fosfatado em Cubatão à Yara

21 de novembro de 2017

A Vale informa que celebrou um acordo de compra de cotas com Yara International ASA, empresa listada na Bolsa de…

LEIA MAIS

Anglo American divulga resultados de produção do terceiro trimestre

24 de outubro de 2017

A Anglo American reportou um aumento de 6% na produção total em base equivalente de cobre, em comparação com o mesmo período em 2016.

LEIA MAIS

Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS