NOTÍCIAS

Brasil pesquisa diamantes no mar

16 de janeiro de 2013

rnPartiu na quinta-feira (10/1), da semana passada, do porto do Rio de Janeiro, a primeira expedição do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) que irá pesquisar a ocorrência de diamantes na Plataforma Co

rn

Partiu na quinta-feira (10/1), da semana passada, do porto do Rio de Janeiro, a primeira expedição do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) que irá pesquisar a ocorrência de diamantes na Plataforma Continental Jurídica Brasileira. As pesquisas serão realizadas na foz do Rio Jequitinhonha, na Bahia.  O estudo faz parte do Programa Geologia do Brasil, e tem como objetivo identificar a presença de diamantes que foram trazidos pelos rios Jequitinhonha e Pardo, e que se depositaram em áreas marinhas. No Brasil, este é o primeiro estudo que busca localizar diamantes no mar.

rn

 
Estudantes de graduação e pós-graduação de Brasília, Pará e Rio Grande do Sul participam da expedição dando suporte técnico-científico nos levantamentos geofísicos e geológicos. A ideia é formar novos pesquisadores que no futuro irão atuar em pesquisas no mar. Segundo Kaiser Gonçalves, chefe da Divisão de Geologia Marinha da CPRM,  serão coletadas amostras de rochas e sedimentos em mais de 100 pontos para estudo.

rn

 
A campanha tem previsão de 30 dias e será realizada em duas etapas. Na primeira fase, os pesquisadores irão utilizar modernos equipamentos para realizar o levantamento geofísico do leito marinho para elaboração de mapas que visam detalhar e identificar a formação do fundo do mar. Na segunda fase, serão realizadas coletas de amostras geológicas. “Vamos tentar encontrar feições em que se possa haver ocorrência de diamante, associadas ou não a depósitos primários ou secundários”, explica o geólogo Eugenio Frazão, gerente do projeto.

rn

 
Navio Marechal Rondon

rn

O levantamento geofísico está sendo realizado a bordo do navio GSO – Marechal Rondon, da empresa brasileira Geodata Serviços Offshore, contratado pela CPRM. A embarcação é equipada com equipamentos modernos que permitem determinar o perfil do fundo do mar e do subsolo marinho com construção de mapas detalhados, identificando sua formação e estruturas

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Assessoria CPRM

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS

Inscrições abertas para submissão de trabalhos na Minexcellence 2019

10 de setembro de 2018

O 4º Seminário Internacional de Excelência Operacional em Mineração (Minexcellence 2019) será realizado em Santiago, no Chile, entre os dias…

LEIA MAIS

Venda interna de aço cresce 2,3% em 2017

23 de janeiro de 2018

As vendas internas cresceram 2,3% em 2017 e atingiram 16,9 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Aço…

LEIA MAIS