NOTÍCIAS

Circulo virtuoso na cadeia

22 de abril de 0214

Programa de Desenvolvimento de Fornecedores cria diferencial estratégico na cadeia de suprimentos. Em Goiás, mineradoras buscam envolver fornecedores em gestão de sustentabilidade.rnDe um lado, grandes empresas e suas necessidade

Programa de Desenvolvimento de Fornecedores cria diferencial estratégico na cadeia de suprimentos. Em Goiás, mineradoras buscam envolver fornecedores em gestão de sustentabilidade.

rn

De um lado, grandes empresas e suas necessidades de comprar na região onde atuam, de estabelecer relacionamento comercial com fornecedores que aliem gestão e sustentabilidade, sejam competentes, ágeis e capazes de atender a requisitos de qualidade e outros definidos por elas mesmas. De outro, empresas fornecedoras que precisam de oportunidades de negócios, porém, muitas vezes, se encontram desmotivadas a investir em melhorias e capacitação para atender às exigências dessas grandes empresas e ter longevidade.

rn

 A aproximação desses dois lados para gerar união, confiabilidade e bons negócios para ambos foi possível pela aliança de três mineradoras, parceiras do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Goiás), para gestar o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF). Sob os eixos da capacitação e do fortalecimento, o programa foi o caminho encontrado pela Anglo American, AngloGold Ashanti e Votorantim Metais para dar sustentabilidade a seus negócios e dos fornecedores de produtos e/ou serviços, em cinco municípios goianos – Barro Alto e Goianésia, na Região Centro Goiano; Niquelândia, Crixás e Uruaçu, Norte do Estado.

rn

De acordo com o gerente geral da cadeia de suprimentos da Anglo American, Osnir Montin, o programa está totalmente alinhado com a estratégia da empresa, que em âmbito mundial foca o desenvolvimento de fornecedores locais. “Identificar e capacitar fornecedores que estão localizados nas comunidades onde operamos, desenvolvê-los para atuar no segmento de mineração e no futuro em outros segmentos de mercado, faz parte de nossa visão de longo prazo. Queremos fortalecer nosso compromisso com a comunidade onde atuamos, ser parceiros de escolha de nossos fornecedores locais e promover de forma proativa o desenvolvimento econômico e social dessas comunidades.”

rn

Interação e transformação local

rn

Pelo fato de a produção mineral envolver cadeias industrializadas complexas, ter um parque fornecedor qualificado é fundamental para as três mineradoras. Por isso, o programa do IEL busca o desenvolvimento e a excelência das empresas locais em gestão, processos e produtos.

rn

A estratégia vai ao encontro de um dos valores estabelecidos pela AngloGold Ashanti, de tornar melhores as comunidades onde mantém operações. “Uma das maneiras de colocarmos isso em prática é a priorização da contratação de mão de obra e de fornecedores locais com o objetivo de incentivar a capacitação e a busca constante pelo desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida das regiões onde atuamos. O programa certamente contribuirá para elevar ainda mais a qualificação dos empresários locais e estimular o desenvolvimento na região, a busca por inovação, resultando em aumento da competitividade no mercado e na ampliação das possibilidades de crescimento e de novos negócios para as empresas”, comenta Ewerton Trindade, gerente geral de Serviços e Suporte.

rn

Estimular a competitividade, a gestão, buscar atuação social e ambientalmente responsável e, principalmente, promover a qualificação profissional da cadeia de suprimentos e o fortalecimento de outros agentes locais, como as entidades de classe, são alguns dos desafios que levaram as três mineradoras e se unir no âmbito do PDF. O programa tem em seu cerne o estabelecimento de um ambiente de negócios maduro e promissor, passando pela preparação de fornecedores e pelo envolvimento com instâncias públicas e privadas.

rn

A Votorantim Metais, que conta hoje com aproximadamente 7 mil fornecedores cadastrados e homologados em todo o Brasil, tem como desafio a contratação prioritária de fornecedores das regiões próximas às unidades de operação, segundo Ricardo Porto, diretor de suprimentos. “É a forma de obter ganhos e sinergias para os nossos negócios e incentivar o desenvolvimento econômico e a geração de emprego.”

rn

Fornecedores qualificados fazem a diferença

rn

O desempenho de uma organização produtiva é certamente afetado pelo desempenho de seu parque fornecedor e discutir a respeito do assunto é questão imperativa nos dias atuais. Ao adquirir produtos e serviços de seus fornecedores, as empresas compradoras levam, concomitantemente, soluções ou problemas interligados a uma série de fatores que impactam os negócios desde a linha de produção ao consumidor final.

rn

Devido à importância do fornecedor e sua posição de “parceiro” do negócio, estimulá-lo a aprender e a fazer gestão é estratégia para a construção de um relacionamento estruturado e organizado, capaz de apresentar respostas que satisfaçam os dois lados.

rn

Fornecedores qualificados, integrados e possuidores de conhecimentos de gestão certificados são sinônimos de eficiência, produtividade, cumprimento de normas e requisitos, segurança em decisões, menos desperdício e até da dependência de um comprador em certa localidade. São fatores que explicam a união das mineradoras para o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores que, sob coordenação do IEL Goiás, já prepara a cadeia de suprimentos para uma nova realidade de interação com as mineradoras, com o próprio negócio e com o futuro.

rn

 

rn

 

 

Fonte: IEL

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Centro de Operações Integradas completa um ano de funcionamento

24 de setembro de 2018

A integração da cadeia de valor de Ferrosos, por meio do Centro de Operações Integradas (COI), é uma realidade na…

LEIA MAIS

Entidades buscam resolução para demanda represada no embarque de rochas ornamentais

5 de novembro de 2018

Com apoio do Governo do Espírito Santo, Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito…

LEIA MAIS

Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS