NOTÍCIAS

Comércio entre China e América Latina cresceu 31% em 2011

17 de abril de 2012

 rnExportações chinesas na região somara US$ 121,7 bilhões, segundo o governo chinêsrnO valor total das trocas comerciais entre China e América Latina alcançou US$ 241,5 bilhões em 2011, o q

 

rn

Exportações chinesas na região somara US$ 121,7 bilhões, segundo o governo chinês

rn

O valor total das trocas comerciais entre China e América Latina alcançou US$ 241,5 bilhões em 2011, o que representou uma alta anualizada de 31,5%, indicou o Ministério do Comércio chinês.

rn

O crescimento das importações e exportações foi vertiginoso, sustentou nesta segunda-feira (16) um alto funcionário chinês, que lembrou em reunião com jornalistas estrangeiros que há apenas 11 anos as transações comerciais quase não superavam US$ 10 bilhões.

rn

Assim, as exportações chinesas somaram US$ 121,7 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 119 bilhões, com altas respectivas de 32% e 30%, disse Yuzhong Lu, conselheiro do Departamento de Américas e Oceania do Ministério do Comércio.

rn

A China, que na última década assumiu o posto de segundo maior parceiro comercial da América Latina em seu conjunto (a liderança é dos EUA), “é um mercado com grande demanda” que não quer apenas “importar matérias-primas, mas também produtos (latino-americanos) manufaturados, incluindo os que têm alto valor agregado”, avaliou Yuzhong.

rn

Com relação aos investimentos, as oportunidades também são muito atraentes, e por isso Pequim encoraja companhias de diferentes setores a investirem na América Latina, em “áreas tão diversas como manufatura, agricultura, energia, mineração, infraestrutura, serviços e inovação em ciência e tecnologia”.

rn

Ao analisar a evolução do comércio com a região, o funcionário chinês também destacou que o comércio com a América Latina ganhou cada vez mais importância para seu país, subindo sua representação de 2,6% em 2000 para 6,6% em 2011. O conselheiro chinês precisou que, por ordem de importância, os principais parceiros comerciais da China na região atualmente são Brasil, México, Chile, Venezuela e Argentina.

rn

 

 

Fonte: R7

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



ESG é caminho sem volta para mineração e outros setores empresariais

3 de novembro de 2020

Mineração e outros setores têm que estar engajados na adoção dos fundamentos de ESG, sigla em inglês para se referir…

LEIA MAIS

Soluções inovadoras para mineração são apresentadas no Mining Hub

10 de dezembro de 2020

4º ciclo do M-Start – crédito: dviulgação 13 startups apresentaram suas provas de conceito (POCs) no ‘DemoDay’, realizado na tarde…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até 13 de abril

5 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS