NOTÍCIAS

Comitiva da Mongólia realiza visita ao IBRAM

25 de setembro de 2015

O Ministro de Mineração da Mongólia, Jigjid Rentsendoo , acompanhado de uma comitiva formada principalmente por membros do governo, visitou a sede do Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM (www.ibram.o

O Ministro de Mineração da Mongólia, Jigjid Rentsendoo , acompanhado de uma comitiva formada principalmente por membros do governo, visitou a sede do Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM (www.ibram.org.br)para conhecer mais sobre a mineração brasileira. Os participantes foram recebidos pelo Diretor-Presidente doIBRAM, José Fernando Coura, pelo Diretor de Assuntos Minerários, Marcelo Ribeiro Tunes e pelo Diretor de Assuntos Ambientais, Rinaldo Mancin, além da Gerente de Assuntos Ambientais Cláudia Salles e do Coordenador de Geologia e Mineração, Edmilson Costa. A reunião foi realizada no dia 22 de setembro.

rn

A Mongólia, país que produz principalmente Cobre, Ouro e Minério de Ferro, tem cerca de 60% de sua economia baseada na produção mineral.  Mesmo estando entre os 20 maiores países do mundo, a população local não passa de 2,8 milhões de habitantes. Com a visita ao IBRAM, a Comitiva teve como objetivo aprofundar conhecimentos em relação à Indústria Mineral Brasileira, além de buscar mais informações sobre a taxação praticada no Brasil. Outro ponto amplamente discutido foi a participação de capital estrangeiro no país, especialmente em investimentos ligados à mineração.

rn

Esse tipo de reunião, que também foi realizada pela comitiva com instituições em outros países da América do Sul, faz parte do processo de revisão da legislação mineral da Mongólia, que tem como objetivo garantir mais segurança jurídica, estabilidade e atrair mais investimentos para o País.

rn

O IBRAM aproveitou a oportunidade e convidou membros da recém-inaugurada Embaixada da Mongólia em Brasília (DF) para participação de eventos realizados pelo Instituto, como a próxima reunião do CRISCO que será em dezembro em Brasília e também a 24ª edição do World Mining Congress (WMC 2016), entre os dias 18 e 21 de outubro de 2016 no Rio de Janeiro.

rn

Membros da Comitiva da Mongólia

rn

A comitiva da Mongólia era formada pelos seguintes membros: Jigjid Rentsendoo, Ministro de Minas, Tumenbayar Choijiljav, Diretor do Departamento de Gerenciamento da Administração Pública do Ministério de Minas, Batkhuu Bataa, Diretor do Departamento de Coordenação da Implementação Política do Ministério de Minas, Javkhlanbold Dorjsuren, Diretor do Departamento de Auditoria Interna, Monitoramento e Evolução do Ministério de Minas, Uuriintuya Dombon, Diretora Geral da Autoridade de Recursos Minerais da Mongólia, Altantsog Nyamdorj, Diretora da Autoridade de Recursos Minerais da Mongólia, Khualn Bayar, Diretora Responsável pelo Projeto de Mineração Sustentável do Ministério de Minas, Felix Hruschka, Conselheiro Internacional, Patience Singo, Diretor do Projeto Sustentável de Mineração da Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação da Mongólia, Enkhtsetseg Tudev, Especialista Senior em Política da Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação da Mongólia e Purevsuren Bazarjav, tradutor da Universidade Nacional da Mongólia.

rn


IBRAM recebe visita de comitiva da Mongólia. Crédito: IBRAM/Divulgação

rn


José Fernando Coura, Diretor-Presidente do IBRAM, durante reunião com a comitiva da Mongólia. Crédito: IBRAM/Divulgação

rn

 

rn

 

rn

 

 

Fonte: IBRAM – Profissionais do Texto

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Mining Hub recebe visita de produtores da indústria do açúcar

18 de fevereiro de 2020

O setor mineral brasileiro e suas inovações foram amplamente debatidos durante a manhã desta sexta-feira (14/2) no Mining Hub, único hub…

LEIA MAIS

Venda interna de aço cresce 2,3% em 2017

23 de janeiro de 2018

As vendas internas cresceram 2,3% em 2017 e atingiram 16,9 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Aço…

LEIA MAIS

Alcoa apoia desenvolvimento em Inglês para alunos do Senai Juruti

10 de dezembro de 2018

Estudantes do Programa de Formação de Operadores e Operadoras (PFO) e de cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial…

LEIA MAIS