NOTÍCIAS

Convênio qualifica cadeia produtiva da mineração

16 de maio de 2012

rnParceria entre Sebrae e MMX começa em junho e beneficia 50 municípios da regiãorn rnO Sebrae em Minas Gerais vai qualificar micro e pequenas empresas (MPE) da cadeia produtiva da mineração nos municípi

rn

Parceria entre Sebrae e MMX começa em junho e beneficia 50 municípios da região

rn

 

rn

O Sebrae em Minas Gerais vai qualificar micro e pequenas empresas (MPE) da cadeia produtiva da mineração nos municípios de Brumadinho, Igarapé e São Joaquim de Bicas. A programação começará em junho e terá duração de 24 meses. Neste período, a instituição visitará as empresas e fará um diagnóstico sobre as necessidades de cada negócio. A partir daí, as empresas participarão dos treinamentos indicados para as suas demandas.

rn

 

rn

A iniciativa faz parte de um convênio do Sebrae em Minas Gerais com a MMX, mineradora do Grupo EBX. Nesta terça-feira (15), dirigentes da instituição e da empresa assinaram o Protocolo de Intenções do Programa de Capacitação de Fornecedores, que beneficiará 50 empresas dos três municípios.

rn

 

rn

Além das MPE que poderão fornecer serviços para a MMX, serão convidadas para o programa empresas ligadas a outras cadeias produtivas. “Trata-se de um dos nossos melhores produtos. Nosso objetivo é capacitar pessoas e empresas, unir os interesses das grandes aos das pequenas”, assinalou o diretor-técnico do Sebrae em Minas Gerais, Luiz Márcio Pereira.

rn

 

rn

A ideia é ampliar o universo de pequenos negócios preparados para fornecer produtos e serviços de qualidade no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, região onde está localizada Serra Azul. “Queremos um projeto sustentável, mais limpo e amigável possível”, afirmou o diretor de Desenvolvimento e Implantação de Projetos e Operações da MMX, Antônio Alberto Fróes Schettino.

rn

 

rn

“Com este convênio, aliamos crescimento de renda e emprego para nossa população”, atestou o prefeito de Igarapé, José Carlos Gomes Dutra. Opinião similar à do prefeito de São Joaquim de Bicas, João Bosco Batista dos Reis. “A MMX veio com propostas responsáveis, ouviu a população e ainda se preocupa com a qualificação do pessoal. Espero que continuemos por muitos anos, sempre com foco na qualidade de vida”, disse o Reis.

rn

 

Fonte: Sebrae Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS

Votorantim Cimentos mobiliza população de Nobres (MT) a incentivar a leitura

5 de novembro de 2018

O programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) chega ao quarto ciclo de atividades em Nobres (MT). A iniciativa, inédita no…

LEIA MAIS

Minério mantém alta

5 de dezembro de 2017

Em sua quinta alta consecutiva, o minério de ferro atingiu o maior valor desde 14 de setembro no mercado à…

LEIA MAIS