NOTÍCIAS

Corredor ferroviário deve ampliar escoamento de carvão em Moçambique

22 de maio de 2017

O corredor gerou 4.000 postos de trabalho e formou 600 jovens, além de impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região e do país com seu plano de desenvolvimento social

Um corredor de 912 km que liga uma importante Mina de Carvão a um Terminal Portuário com capacidade de carregar navios em tempo recorde. O investimento promissor já tem nome e foi inaugurado dia 12 de maio, em Moçambique. É o Corredor Logístico Integrado de Nacala, fruto de parceria da Vale com a empresa pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM).
 
A linha férrea liga a Mina de Carvão de Moatize, em Tete – onde fica localizada a mina explorada pela Vale –, ao Terminal Portuário Multiusuário de Nacala-à-Velha, na província de Nampula. A iniciativa deve aumentar a capacidade de escoamento de até 18 milhões de toneladas de carvão por ano, o que deverá contribuir para a baixa dos custos.
 
Para a comunidade local, o corredor gerou 4.000 postos de trabalho e formou 600 jovens, além de impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região e do país com seu plano de desenvolvimento social. A iniciativa visa melhorar a qualidade de vida das comunidades diretamente impactadas pelo empreendimento, com ações desde distribuições de materiais escolares à construção de um mercado formal na cidade de Nampula.
 
A cerimônia de inauguração oficial do Corredor Logístico Integrado de Nacala reuniu cerca de 300 convidados na vila de Nacala-à-Velha, e contou com a presença do diretor-presidente da Vale, Murilo Ferreira, e de autoridades de Moçambique, do Malawi, do Brasil e do Japão.
 
Ferrovia
 
Nas operações ferroviárias, o corredor tem uma frota de 85 locomotivas e 1.962 vagões de 63 toneladas cada. Quando as operações chegarem à sua capacidade plena, terá 21 comboios por dia para atender à demanda de 18 milhões de toneladas por ano.
 
Porto
 
O Terminal Portuário Multiusuário de Carvão, localizado em Nacala-à-Velha, tem um pátio com uma capacidade de aproximadamente 1.000.000 toneladas de carvão. Concebido para atender à capacidade inicial de exportação de 18 milhões de toneladas de carvão, o porto tem previsto o carregamento de cerca de 12 navios por mês, totalizando aproximadamente 150 navios por ano.
 
O Terminal Portuário de Nacala-à-Velha e os ativos Ferroviários são equipados com o que há de mais atual em termos de segurança e de tecnologia de ponta, equiparável às demais operações logísticas no mundo. 
 
Vale
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Royalty: mineradoras recolhem mais CFEM em 2018

5 de abril de 2018

A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), considerada o royalty da mineração, totalizou R$ 211 milhões no mês…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até 13 de abril

5 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS

Vale anuncia a venda dos seus ativos de nitrogenados e fosfatado em Cubatão à Yara

21 de novembro de 2017

A Vale informa que celebrou um acordo de compra de cotas com Yara International ASA, empresa listada na Bolsa de…

LEIA MAIS