NOTÍCIAS

CPRM e UERJ lançam Mapa Geológico e de Recursos Minerais do Rio de Janeiro

19 de julho de 2017

A iniciativa integra o Programa Geologia do Brasil, desenvolvido pelo Ministério de Minas e Energia e a CPRM, com a parceria da UERJ

Na última semana (13/07) foi lançado o Mapa Geológico e de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro, escala 1:400.000, no auditório da Reitoria da Universidade do Rio de Janeiro, com a presença do diretor-presidente da CPRM, Eduardo Ledsham, do reitor da UERJ, Prof. Ruy Garcia Marques, da diretora de geologia do DRM, Aline Freitas da Silva e do Presidente da Comissão de Recursos Minerais da Assembleia Legislativa, deputado Felipe Soares.
 
Esta nova ferramenta será disponibilizada à comunidade técnico-científica e aos empresários do setor mineral, como parte do Projeto Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro. A iniciativa integra o Programa Geologia do Brasil, desenvolvido pelo Ministério de Minas e Energia e a CPRM, com a parceria da UERJ.
 
Eduardo Ledsham, ressaltou a importância do produto, pensando nos novos desafios, como o investimento em projetos como o grafite, rochas ornamentais e um programa para água.
 
Também estiveram presentes, o diretor de geologia da CPRM, José Carlos Garcia, o assessor da presidência, geólogo Urquiza de Hollanda, e Luiz Carlos da Silva, Coordenador do antigo projeto de parcerias CPRM-Universidades do Programa Geologia do Brasil-PGB, representantes da comunidade geológica e professores. O mapa foi executado pela Prof. Monica Heilbron e sua equipe de pesquisadores.
 
Com este trabalho o Estado do Rio de Janeiro passa a contar com informações atualizadas sobre a geologia e os recursos minerais, constituindo mais um instrumento para atrair novos investimentos ao setor mineral do estado.
 
A novidade desse mapa é que ele reúne todos os trabalhos dentro do Programa PRONAGEO dos últimos oito anos, em parceria com os estudantes de graduação e pós-graduação da UERJ e pesquisadores. Esse mapa não é estático, ele é um banco de dados georeferenciados de geologia e recursos minerais, o que possibilita a geração de outros produtos a partir dele.
 
Monica Helbron, ressaltou a importância do esforço da CPRM em disponibilizar esses dados e afirmou que é enorme o número de downloads no site da CPRM , pois eles servem ao grande público, aos prefeitos, aos trabalhos mais locais e às pequenas empresas. “Considero um produto nobre porque ele tem uma grande aplicação social”, finalizou.
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até esta sexta-feira

10 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS

Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS