NOTÍCIAS

Decreto extingue Reserva Nacional de Cobre

23 de agosto de 2017

A extinção da “não afasta a aplicação de legislação específica sobre proteção da vegetação nativa, unidades de conservação da natureza, terras indígenas e áreas em faixa de fronteira”

Foi publicado na edição de 22 de agosto de 2017 do Diário Oficial da União (DOU) o Decreto 9.142 que determina a extinção da Reserva Nacional de Cobre e seus associados, constituída pelo Decretos nº 89.404, de 24 de fevereiro de 1984, localizada nos Estados do Pará e do Amapá.
 
De acordo com proposta apresentada pelo Ministério de Minas e Energia em março, a extinção da reserva, criada por decreto do então presidente João Batista Figueiredo, é uma medida para viabilizar o potencial mineral da região e estimular o desenvolvimento econômico dos dois Estados. A área é considerada de grande potencial e pode ser revisitada utilizando-se técnicas modernas de pesquisa geológica.
 
De acordo com o decreto, a extinção da “não afasta a aplicação de legislação específica sobre proteção da vegetação nativa, unidades de conservação da natureza, terras indígenas e áreas em faixa de fronteira”.
 
Confira íntegra da publicação:
 
DECRETO No – 9.142, DE 22 DE AGOSTO DE 2017
 
Extingue a Reserva Nacional de Cobre e seus associados, constituída pelo Decreto nº 89.404, de 24 de fevereiro de 1984, localizada nos Estados do Pará e do Amapá.
 
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição,
 
DECRETA:
 
Art. 1º Fica extinta a Reserva Nacional de Cobre e seus associados, constituída pelo Decretos nº 89.404, de 24 de fevereiro de 1984, localizada nos Estados do Pará e do Amapá.
 
Art. 2º A extinção de que trata o art. 1º não afasta a aplicação de legislação específica sobre proteção da vegetação nativa, unidades de conservação da natureza, terras indígenas e áreas em faixa de fronteira.
 
Art. 3º Ficam revogados:
 
I – o Decreto nº 89.404, de 24 de fevereiro de 1984; e II – o Decreto nº 92.107, de 10 de dezembro de 1985.
 
Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
 
Brasília, 22 de agosto de 2017; 196º da Independência e 129º da República.
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Gerdau apoia workshop do projeto Gustavo Penna 73/23

19 de novembro de 2018

Hoje e amanhã (19 e 20 de novembro), a Escola de Arquitetura e Urbanismo da PUC Minas – Poços de…

LEIA MAIS

ArcelorMittal Tubarão lança projeto para dessalinizar água do mar

21 de janeiro de 2019

O projeto demandará investimentos em torno de R$ 50 milhões, gerará cerca de 220 vagas de emprego (no pico da…

LEIA MAIS