NOTÍCIAS

Economia global crescerá 3,5% em 2013, prevê FMI

24 de janeiro de 2013

rnPara o Brasil, o Fundo revisou a perspectiva de expansão de 3,9% para 3,5% neste ano. Já o crescimento dos EUA deve ficar em 2%.rnO crescimento global vai se fortalecer gradualmente em 2013, uma vez que as restriç&oti

rn

Para o Brasil, o Fundo revisou a perspectiva de expansão de 3,9% para 3,5% neste ano. Já o crescimento dos EUA deve ficar em 2%.

rn

crescimento global vai se fortalecer gradualmente em 2013, uma vez que as restrições sobre a atividade econômica começaram a se dissipar, avalia o Fundo Monetário Internacional (FMI) no documento Perspectiva Econômica Mundial divulgado nesta quarta-feira (23/1).

rn

As ações políticas têm reduzido os riscos de crise aguda na Zona do Euro e nos Estados Unidos. Além disso, os planos de estímulo do Japão ajudarão a impulsionar o crescimento do país no curto prazo, observou o relatório.

rn

O FMI estima que o Produto Interno Bruto (PIB) global tenha crescimento de 3,5% neste ano, contra 3,2% em 2012. O prognóstico deste ano representa uma revisão para baixo de 0,1 ponto percentual ante a avaliação de outubro.

rn

“Se os riscos de crise não se materializarem e as condições financeiras continuarem a melhorar, o crescimento global poderá ser até mais forte que o projetado”, afirma a instituição, enfatizando que os riscos negativos continuam “significativos”, incluindo a estagnação prolongada na Zona do Euro e a possibilidade de um aperto fiscal excessivo nos Estados Unidos.

rn

A perspectiva de crescimento para os Estados Unidos neste ano é de 2%. Para 2014, a estimativa é de expansão de 3%.

rn

O FMI, no entanto, prevê contração de 0,2% para a Zona do Euro em 2013, contra estimativa de expansão de 0,1% divulgada anteriormente. Em 2014, é esperada uma retomada, com crescimento de 1%.

rn

Para o Brasil, o Fundo estima expansão de 3,5% neste ano e de 4% em 2014. A projeção para o PIB brasileiro foi revisada para baixo, sendo que anteriormente o PIB esperado para 2013 era de 3,9%.

rn

Destacado como novo queridinho do mercado, o desempenho do México ficará no mesmo patamar do brasileiro, com crescimento de 3,5% no PIB de 2013 e 2014.

rn

Já a expansão chinesa seguirá forte, com avanço de 8,2% em 2013 e de 8,5% no próximo ano.

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Alcoa comemora 9 anos ajudando a transformar a vida das pessoas em Juruti

24 de setembro de 2018

Desde a chegada em Juruti, a empresa já investiu mais de R$ 9,5 milhões em iniciativas voluntárias em comunidades e…

LEIA MAIS

Serabi aumenta reservas de ouro em 31%

12 de dezembro de 2017

A Serabi Gold disse ontem (11) que a nova estimativa de reservas minerais provadas e prováveis para as minas de…

LEIA MAIS

Brasil inaugura 1º hub de inovação para a indústria mineral

21 de janeiro de 2019

Inovação na prática, ao vivo, voltada exclusivamente para a indústria da mineração. É o que os participantes do Hub da…

LEIA MAIS