NOTÍCIAS

Empresa pretende explorar minério na Lua

23 de junho de 2015

A ciência é feita de apenas uma coisa: de curiosidade. A curiosidade move os cientistas a descobrir mais e mais, a desafiar as fronteiras do nosso mundo, a alcançar o alcançável. A ir mais além.rnÉ o qu

A ciência é feita de apenas uma coisa: de curiosidade. A curiosidade move os cientistas a descobrir mais e mais, a desafiar as fronteiras do nosso mundo, a alcançar o alcançável. A ir mais além.

rn

É o que está a acontecer com a empresa ispace, uma empresa japonesa que se auto desafia a enviar um veículo robótico para a superfície lunar de forma a investigar a existência de recursos minerais na mesma.

rn

Desta forma, a ispace será a pioneira na investigação de minério na superfície lunar, utilizando a sua vasta experiência na área da exploração mineira e com o seu arsenal de equipamentos.

rn

Nesta segunda-feira, o CEO da ispace, Takeshi Hakamada, revelou ao diário Nikkei Negócio a seguinte informação:

rn

Descobriremos onde se distribuem elementos como as terras raras mediante a análise à areia e às camadas, através de câmaras de entre 10 e 100 destes rovers (veículos robotizados)

rn

Apesar de toda esta vontade em ir para o espaço, a empresa ainda está na fase de angariação de fundos para enviar o seu primeiro “rover” para a lua. Há que destacar que a empresa é muito jovem, tendo sido fundada em 2013.

rn

As previsões apontam a data de lançamento para o segundo semestre de 2016. Este envio contará com a participação de um operador privado aeroespacial, o US SpaceX.

rn

O veículo apresentado pela empresa está envolvido num concurso promovido pela Google, o Google Lunar XPRIZE. Estão 15 equipas a competir como o objetivo de terem um robô que viaje até à Lua e envie fotos de volta à Terra.

rn

A equipe que ganhar esse concurso, sendo a primeira a enviar o material, receberá um prémio de 20 milhões de dólares (cerca de 17,5 milhões de euros). As equipas que ficarem em segundo e terceiro lugares receberão 5 milhões de dólares cada.

rn

 

rn

 

 

Fonte: Sapo.PT

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Samarco: os três anos do rompimento de Fundão

5 de novembro de 2018

O rompimento da barragem de Fundão completa 3 anos. Uma realidade que faz parte da jornada da Samarco. O dia…

LEIA MAIS

Nota Técnica do Ministério do Trabalho esclarece o uso de “Robôs Colaborativos” frente à NR 12

3 de dezembro de 2018

A Nota Técnica nº 31/2018/CGNORDSST/SIT/MTb, expedida pelo Ministério do Trabalho, esclarece o uso de “Robôs Colaborativos” e de robôs tradicionais…

LEIA MAIS

Juristas e empresários vão debater nova legislação do setor mineral

28 de outubro de 2019

A legislação da indústria da mineração, tanto a brasileira quanto a de outros países mineradores, será amplamente debatida durante a…

LEIA MAIS