NOTÍCIAS

Empresas de mineração e petroquímica investem mais de R$1 bi em inovação

16 de maio de 2012

rnConsultoria francesa Global Approach Consulting (GAC), líder mundial, acredita que os setores terão crescimento significativo.rn rnA Lei do Bem, que permite desde 2005, que empresas obtenham incentivos fiscais automáticos

rn

Consultoria francesa Global Approach Consulting (GAC), líder mundial, acredita que os setores terão crescimento significativo.

rn

 

rn

A Lei do Bem, que permite desde 2005, que empresas obtenham incentivos fiscais automáticos quando realizam pesquisa tecnológica e desenvolvimento de inovação, tem atraído as empresas brasileiras que atuam nos setores Petroquímico e de Mineração. De acordo com levantamento do Ministério de Ciências e Tecnologias, os seguimentos investiram, juntos, aproximadamente R$ 1.118 bilhão em 2010 na criação de projetos de P&D e obtiveram mais de R$ 383 milhões em benefícios fiscais.

rn

 

rn

As empresas do setor petroquímico seguem com alto investimento em políticas de inovação tecnológica. Em contra partida, o número de empresas com participação evolutiva, desse segmento, no programa dos incentivos fiscais da Lei do Bem, caiu de forma significativa de 14 em 2007 para 2 em 2010. “Muitas empresas brasileiras desconhecem o benefício e não sabem como identificar e enquadrar os projetos”, explica André palma, diretor Brasil da GAC. “É importante ressaltar que a inovação é uma questão chave e decisiva para torná-las mais competitivas”, afirma.

rn

 

rn

Já as mineradoras, por outro lado, passaram de 1 em 2007 para 7 em 2010, em número de empresas com participação evolutiva por setores no programa dos incentivos fiscais. Índice bastante tímido, segundo Palma. No Brasil, apenas 639 empresas utilizam o instrumento fiscal. Na França, por exemplo, somente a GAC atende 1.500 companhias.

rn

 

rn

GAC -A francesa GAC é a maior consultoria do mundo na obtenção de recursos para inovação. Presente em quatro continentes, chegou ao Brasil em 2011. Com uma carteira de 50 clientes locais, realiza análise técnica, fiscal, contábil e estratégica, e auxilia as empresas que investem em projetos inovadores a obterem incentivos fiscais.

rn

rn

 

Fonte: Portal Fator Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até 13 de abril

5 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS

Mineração Usiminas adota nova tecnologia para dispor rejeitos

26 de junho de 2018

A Mineração Usiminas (Musa) protocolou na Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram) o pedido de licenciamento ambiental…

LEIA MAIS

Belo Horizonte receberá seminário sobre Barragens de Rejeitos

22 de outubro de 2018

As barragens de rejeito estarão em foco na segunda edição do Seminário UK-Brazil Mining Forum. O evento será realizado em Belo…

LEIA MAIS