NOTÍCIAS

Ferrous vai usar recursos próprios para expansão

29 de junho de 2012

rnUS$ 1,5 bilhão serão usados para produzir 15 milhões de toneladas até 2016rn rn A Ferrous vai finalmente desengavetar seu projeto de expansão em Minas Gerais. A mineradora, formada em 2007 por fundos de

rn

US$ 1,5 bilhão serão usados para produzir 15 milhões de toneladas até 2016

rn

 

rn

 A Ferrous vai finalmente desengavetar seu projeto de expansão em Minas Gerais. A mineradora, formada em 2007 por fundos de investimentos norte-americanos, australianos e ingleses, comprou ativos minerários na região do quadrilátero ferrífero e estava em busca de parceiros comerciais para viabilizar um projeto de expansão. Como o parceiro não veio, a empresa decidiu dividir o projeto em etapas e financiá-lo em parte com recursos próprios e em parte com dinheiro buscado no mercado. Para a primeira etapa serão investidos US$ 1,5 bilhão para produção de 15 milhões de toneladas de minério de ferro até 2016.

rn

 

rn

O projeto original era de US$ 5 bilhões para a produção de 40 milhões de toneladas. A demora no anúncio de um parceiro econômico que viabilizasse a operação lançou dúvidas no mercado sobre a real capacidade de produção da Ferrous. A nova estratégia, anunciada ontem pelo novo diretor-presidente da Ferrous, Jayme Nicolato, é utilizar a atual geração de caixa da empresa para implantar a expansão sem a necessidade de parceiros externos.

rn

 

rn

Atualmente a produção é relativamente pequena. Para, a expectativa é produzir 3 milhões de toneladas de minério de ferro, somando as produções da mina de Viga, em Congonhas, na região Central, e da mina de Esperança, em Brumadinho, na região metropolitana da capital. O detalhamento de onde virão os recursos para o início das obras de expansão em Congonhas só acontece no começo do próximo ano, mas o investimento está garantido pelo conselho de administração da empresa, que aprovou por unanimidade o plano.

rn

 

rn

Para os próximos anos, a idéia é começar a explorar os outros quatro ativos minerários adquiridos pela empresa, três na região do quadrilátero ferrífero (Pau Branco, Itabirito e Itatiauçu) e um no norte da Bahia. Até 2025, a expectativa é produzir 42 milhões de toneladas de minério de ferro e, a partir do volume de 20 milhões de toneladas, construir um mineroduto para levar o minério até o porto próprio de Presidente Kennedy, no litoral do Espírito Santo. 

rn

 

rn

Viajou a convite da Ferrous.

rn

Expansão

rn

 

rn

Obras. As obras da expansão na mina Viga devem começar no segundo semestre de 2013. Nas obras serão gerados 4.000 empregos e, durante a operação, o número de funcionários na mina saltará dos atuais 300 para 800.

rn

 

rn

Autossuficiência

rn

 

rn

Produção. O projeto para aportes na segunda fase do programa será submetido ao Conselho de Administração da Usiminas no início de 2013. A meta é produzir 29 milhões de toneladas de minérios em 2015.

rn

 

Fonte: O Tempo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



CADE aprova compra da Ferrous pela Vale

3 de junho de 2019

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição do controle acionário da mineradora Ferrous…

LEIA MAIS

Instagram reúne informações para estudantes e profissionais ligados à geologia

19 de setembro de 2018

Com mais de 26 mil seguidores, o perfil @igeologico apresenta, de forma leve e didática, informações sobre o setor mineral…

LEIA MAIS

Programação da EXPOSIBRAM 2019 é construída de forma colaborativa

12 de novembro de 2018

Em pesquisa realizada pela internet, interessados em participar da próxima edição da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração indicaram os…

LEIA MAIS