NOTÍCIAS

Garantia de mão de obra qualificada

12 de julho de 2012

rnSetor investe em capacitação para suprir as 40 mil vagas de trabalho que serão criadas até 2016.rn Para atender à demanda e evitar gargalos futuros as empresas da cadeia minero-metalúrgica estão

rn

Setor investe em capacitação para suprir as 40 mil vagas de trabalho que serão criadas até 2016.

rn

 
Para atender à demanda e evitar gargalos futuros as empresas da cadeia minero-metalúrgica estão trabalhando para garantir a formação da mão de obra necessária para atender os grandes investimentos em andamento. Em Minas Gerais, estima-se que até 2016 serão criados 40 mil postos de trabalho em função da expansão do setor.

rn

Dados nacionais apresentados pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) apontam que o Brasil registra a graduação de apenas 30 mil engenheiros por ano. Enquanto isso, na Coreia do Sul, esse número chega a 80 mil; na China, a 150 mil; e na Índia, a 350 mil ao ano. Além disso, o país tem em média seis engenheiros para cada mil pessoas da população economicamente ativa, índice que é inferior ao da América Latina.

rn

Apesar disso, na opinião do presidente do Ibram, José Fernando Coura, os projetos em andamento no Estado contarão com a mão de obra necessária. Ele explicou que em Minas foi criado há dois anos o Consórcio Minero-Metalúrgico, que conta com a participação de entidades empresariais, como o Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra-MG) e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

rn

Conforme o presidente da entidade, é feito um trabalho de aproximação com as universidades que oferecem cursos voltados para o setor, como, por exemplo, geologia e engenharia de minas. Segundo ele, já é verificado um aumento no número de vagas oferecidas por estas instituições de ensino.

rn

Além disso, ele explica que unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) estão sendo instalados nos municípios mineradores, o que reforçará a capacitação nestas regiões. Entre as cidades que já contam com escolas do Senai está Itabira (região Central) e Conceição do Mato Dentro (Médio Espinhaço). Será inaugurada também uma unidade em Congonhas (Campo das Vertentes), onde são realizados investimentos significativos na extração de minério de ferro.

rn

Coura destacou que o Estado é o celeiro da formação de profissionais que atuam na área em função do perfil minerador. Segundo ele, em Minas estão os principais cursos direcionados à mineração no país.

rn

O consultor e presidente do Conselho Empresarial de Mineração e Siderurgia da Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas), José Mendo Mizael de Souza, explica que o aumento na demanda por mão de obra qualificada se deu em função do aquecimento da indústria extrativa nos últimos anos. Ele lembra que os investimentos e os projetos aumentaram consideravelmente.

rn

Segundo Souza, o setor deverá ficar atento aos desafios gerados com o crescimento acelerado. Além do equilíbrio entre a oferta e a demanda, é necessário manter os profissionais atualizados às novas tecnologias que surgem nas operações.

rn

Para o especialista, além do incremento na formação e capacitação, o arrefecimento em alguns setores, que sinalizam reduzir a atividade produtiva, poderá resultar na transferência de profissionais para a mineração.

rn

De acordo com levantamento do Ibram, entre 2012 e 2016 os aportes da indústria extrativa somarão US$ 75 bilhões. Minas Gerais deverá receber aproximadamente US$ 50 bilhões. Deste total, US$ 30 bilhões serão em investimentos diretos em operações no Estado e o restante virá através de encomendas de bens de capital e prestação de serviços, como, por exemplo, engenharia e construção, para atender os projetos em todo o Brasil.

rn

 

Fonte: Diário do Comércio

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Produção da Vale bate recorde no trimestre

20 de outubro de 2017

O complexo atingiu recorde trimestral de 45 Mt no terceiro trimestre, ao produzir 8,5% a mais do que no segundo trimestre.

LEIA MAIS

Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS

As conexões entre os fatos de hoje e as tecnologias de amanhã

14 de janeiro de 2019

Revista Época Negócios destacou a “A extração da Inovação”. A iniciativa surgiu de uma parceria entre as principais mineradoras brasileiras…

LEIA MAIS