NOTÍCIAS

Horizonte avança com licença ambiental para projeto Araguaia

23 de maio de 2017

Trabalhos de campo sobre a flora da região do empreendimento estão em andamento bem como estudos sobre o uso da escória que será gerada pela planta de beneficiamento de níquel

Os trabalhos para a obtenção da Licença de Instalação do projeto de níquel Araguaia, que pertence à mineradora Horizonte Minerals, avançam. Trabalhos de campo sobre a flora da região do empreendimento estão em andamento bem como estudos sobre o uso da escória que será gerada pela planta de beneficiamento de níquel.
 
"A equipe de sustentabilidade foi aumentada, com especialistas uma série de áreas, incluindo especialistas contratados no Pará para as campanhas de fauna e flora", diz a mineradora em comunicado divulgado na sexta-feira (19). A equipe inclui agora pessoas com experiência na implantação de grandes projetos de níquel como Onça Puma e Barro Alto, respectivamente da Vale e da Anglo American.
 
Estudos e programas de flora com um trabalho de campo de 25 dias foram priorizados e estão em andamento. A equipe de flora vai também fazer o inventário, que é requisito da supressão vegetal que será feita nas áreas da mina e da planta. Novos inventários de fauna serão iniciados em junho ou julho deste ano.
 
As atividades socioeconômicas estão progredindo. Já existe um nível de relacionamento com comunidades locais e especialistas em questões sociais e reassentamento que visitaram a área do projeto.
 
A mineradora diz ainda que mantém conversas com a Universidade Federal do Pará (UFPA) para investigar opções de utilização para a escória resultante do beneficiamento do minério de níquel. Modelos de hidrologia e hidrogeologia para a captação de água estão sendo desenvolvidos e tem como foco a gestão sustentável desse recurso.
 
"A comunidade continua a mostrar um forte interesse pelo avanço do empreendimento, que é percebido como um projeto econômico e social chave para a região, onde o salário médio é baixo", diz o CEO da Horizonte, Jeremy Martin, em nota.
 
O projeto Araguaia obteve sua Licença Prévia (LP) em maio do ano passado. Para iniciar a construção, a mineradora precisa da concessão de lavra e da LI. O empreendimento fica no município de Conceição do Araguaia (PA), a sul da província mineral de Carajás. A meta é produzir 14.500 toneladas de níquel por ano ao longo de 28 anos.
 
Notícias de Mineração Brasil
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

GEOAMERICAS 2020: Congresso de Geossintéticos totalmente online recebe inscrições até 26 de outubro

21 de outubro de 2020

Evento terá conteúdo relevante para profissionais e empresas que atuam no setor de mineração   Ainda dá tempo de participar…

LEIA MAIS

IBRAM promove encontro em Belém para divulgar EXPOSIBRAM 2020

18 de fevereiro de 2020

O diretor de Comunicação do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Paulo Henrique Soares, esteve nesta segunda-feira (17/2) em Belém (PA)…

LEIA MAIS