NOTÍCIAS

Indústria prevê redução no custo da produção

25 de janeiro de 2013

rnDesoneração da folha de pagamento e tarifas menores de energia aliviam contasrnAs medidas tomadas pelo governo para reduzir o preço da energia elétrica e a desoneração da folha de pagamento vão ajuda

rn

Desoneração da folha de pagamento e tarifas menores de energia aliviam contas

rn

As medidas tomadas pelo governo para reduzir o preço da energia elétrica e a desoneração da folha de pagamento vão ajudar a diminuir o custo da produção industrial, segundo avaliação da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A expectativa é do gerente executivo da unidade de pesquisa da confederação, Renato da Fonseca. “Os efeitos das medidas não são imediatos. Os benefícios vão passando de empresa para empresa e os preços vão sofrendo mudanças num processo de realimentação na cadeia”, explica o economista.

rn

A CNI divulgou ontem pesquisa sobre o custo de produção da indústria brasileira. Houve crescimento de 10,6% no terceiro trimestre do ano passado, comparado com o mesmo período de 2011. A carga tributária subiu 7,1%, segundo o Indicador de Custos Industriais.

rn

O custo do dinheiro para capital de giro caiu 30,7%, mas não foi suficiente para conter reajuste no custo industrial. Na indústria da transformação, houve agravamento da perda de competitividade dos produtos brasileiros provocada por dificuldades nas áreas de logística e inovação.

rn

Segundo Fonseca, a desvalorização do real frente ao dólar impediu que a perda de competitividade fosse maior.

rn

Fiesp
Já a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) informaram que a economia média anual no país passará de R$ 24 bilhões para R$ 31,5 bilhões com o desconto maior na conta de luz. Em um prazo de 30 anos, as entidades projetam que a economia passará de R$ 720 bilhões para R$ 945 bilhões.

rn

Em nota, as entidades consideraram que a redução das tarifas de energia é umpasso importante para o Brasil recuperar a competitividade.

rn

“Dilma tem mostrado sensibilidade, e suas ações concretas apontam a preocupação do governo com a competitividade do país. Todo mundo usa energia, todos os produtos precisam de energia para serem produzidos, todos os serviços consomem energia. Ao reduzir a conta de luz, o benefício é de todos,” ressaltou Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp.

rn

 

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Votorantim Cimentos mobiliza população de Nobres (MT) a incentivar a leitura

5 de novembro de 2018

O programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) chega ao quarto ciclo de atividades em Nobres (MT). A iniciativa, inédita no…

LEIA MAIS

NLMK participa da M&T Expo 2018

29 de outubro de 2018

A siderúrgica NLMK vai participar da edição de 2018 da MT&Expo, Feira Internacional de Equipamentos para Mineração e Construção, que…

LEIA MAIS

Instagram reúne informações para estudantes e profissionais ligados à geologia

19 de setembro de 2018

Com mais de 26 mil seguidores, o perfil @igeologico apresenta, de forma leve e didática, informações sobre o setor mineral…

LEIA MAIS