NOTÍCIAS

Inovações tecnológicas do setor mineral são apresentadas no Sweden Brazil Innovation Weeks 2020

17 de novembro de 2020
Inovações tecnológicas do setor mineral são apresentadas no Sweden Brazil Innovation Weeks 2020
Sweden Brazil Innovation Weeks 2020

O panorama atual da indústria mineral brasileira e as inovações tecnológicas para o setor foram apresentados pelo diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Flávio Penido, nesta terça-feira, 17/11, durante o Sweden Brazil Innovation Weeks 2020. O evento é organizado pela Team Sweden Brazil – Embaixada da Suécia, Business Sweden, Swedcham, CISB – Centro Sueco-Brasileiro de Pesquisa e Inovação e Consulados Honorários da Suécia e ocorre até a próxima quinta-feira, dia 19, em ambiente virtual.

A mineração inicial no Brasil era a 2.0, com foco nas linhas de montagem. Cresceu para a 3.0, que priorizou a automação por meio da eletrônica e robótica. Hoje, encontra-se na 4.0 que apresenta dispositivos inteligentes interconectados e controle descentralizado, além de inteligência sobre coisas (IoT)/M2M. “Às vezes as pessoas acreditam que a mineração tem pouca tecnologia. É um engano que precisamos desmistificar. Acredito que dentro da indústria, o setor mineral possua um dos maiores índices de automação e de inovação tecnológica. Eu diria que, muito em breve, o Brasil vai chegar à mineração 5.0”, afirma Penido.

O diretor-presidente destacou as diversas inovações tecnológicas encontradas no mercado e que auxiliam no desenvolvimento do setor e segurança operacional. “São drones, câmeras, projetos de minas e estruturas auxiliares por realidade virtual, sistemas ferroviários autônomos, monitoramento de minerodutos por IoT e fibra ótica, equipamentos autônomos na mineração subterrânea, detonação remota, programas especialistas para gerenciamento, das operações, principalmente de beneficiamento (PIMS – Plant Information Management System), impressão 3D, barragens, entre outros”.

Segundo ele, o setor mineral está em crescimento no Brasil: “a previsão é que haja um investimento de US$ 37 bilhões nos próximos 5 anos. Minas Gerais receberá US$ 12,5 bilhões, sendo que US$ 2,2 bilhões serão aplicados na descaracterização de barragens. Temos em segundo lugar a Bahia, com a estimativa de US$ 10,5 bilhões, seguido pelo Pará, com previsão de investimento de US$ 8,6 bilhões”.

Durante a apresentação, Penido também destacou o grande avanço do setor devido à parceria entre o IBRAM e o Mining Hub, o primeiro hub de inovação de mineração, que tem o objetivo de promover a conexão entre mineradoras, fornecedores, startups, pesquisadores e investidores. Outro ponto de destaque foi o apoio do IBRAM ao Women in Mining Brasil que promove a diversidade e inclusão no setor corporativo.  “Estamos em campanha, com todas as nossas empresas, para ampliar substancialmente a participação das mulheres no setor de mineração”, afirmou.

Flávio Penido aproveitou a oportunidade para convidar a todos a participarem da EXPOSIBRAM 2020, edição 100% virtual, que ocorrerá nos dias 24, 25 e 26 de novembro. “As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento (portaldamineracao.com.br/exposibram2020) e lá o público terá a oportunidade de acessar toda a programação”.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS

Produção da Vale bate recorde no trimestre

20 de outubro de 2017

O complexo atingiu recorde trimestral de 45 Mt no terceiro trimestre, ao produzir 8,5% a mais do que no segundo trimestre.

LEIA MAIS

Abertas inscrições do Programa Aprendiz da AngloGold Ashanti em Nova Lima (MG)

8 de agosto de 2019

São 60 vagas, das quais 20 exclusivas para pessoas com deficiência (PCD). Os cursos disponíveis são de operador de mina…

LEIA MAIS