NOTÍCIAS

Jaguar vai injetar US$ 5 milhões em MG

8 de fevereiro de 2013

rnEmpresa faz operação de crédito junto a banco canadense para capital degirornA jaguar Mining, controladora da Msol, anunciou a retirada de US$ 5 milhõesjunto ao banco canadense Renvest Mercantile Bancorp Inc. O montante

rn

Empresa faz operação de crédito junto a banco canadense para capital de
giro

rn

A jaguar Mining, controladora da Msol, anunciou a retirada de US$ 5 milhões
junto ao banco canadense Renvest Mercantile Bancorp Inc. O montante é
parte de uma linha de crédito de US$ 30 milhões e será utilizado nos projetos
da companhia em Minas Gerais.

rn

A mineradora havia anunciado a operação com o banco canadense no final
do ano passado. Os recursos são de uma linha de crédito “stand-by”, que
funciona como uma espécie de cheque especial, ou seja, ficará à disposição
caso a companhia resolva utilizá-los.

rn

Com operação, o banco recebeu da Jaguar Mining, a título de taxa inicial e de
taxa de saque, 570.919 ações ordinárias de emissão própria, além de US$ 150
mil em dinheiro, conforme comunicado enviado ao mercado. O empréstimo
terá taxa de juros de 11% ao ano sobre o valor que a companhia sacar.

rn

Conforme a mineradora, os recursos serão utilizados para o capital de giro em
seus projetos. O chief executive officer (CEO) da Jaguar Mining, David Petroff,
ressalta a flexibilidade viabilizada pela linha de crédito enquanto a empresa
implementa as melhorias em suas operações.

rn

Em maio de 2012, a companhia anunciou a reestruturação das operações da
companhia em Minas Gerais, visando uma maior eficiência e redução dos
custos. A medida resultou na paralisação do Complexo Paciência em Itabirito
(região Central).

rn

A empresa está reavaliando as minas do complexo minerário e mantém
os trabalhos de sondagem. A previsão da retomada do processo de
desenvolvimento de mina, bem como de lavra, é para 2014, podendo ser
alterado conforme resultados da pesquisa e conclusão dos estudos de
viabilidade do projeto.

rn

Produção – Em meio à reestruturação, a Jaguar registrou queda de 33,9%
na produção de ouro em 2012 na comparação com o ano anterior. Foram
produzidas no ano passado 102,823 onças em 2011, conforme o último balanço
operacional divulgado.

rn

A produção no complexo Paciência atingiu 9,987 onças de ouro em 2012,
contra 39.58 onças no ano anterior.

rn

O resultado representa queda de 74,7% no período.

rn

O processo em implantação impactou também a produtividade do complexo
Turmalina, em Conceição do Pará (região Centro-Oeste). A produção caiu
38,3% em 2012 na comparação com o ano anterior, passando de 61,4 onças
para 37,840 onças.

rn

Já no complexo em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH),
foi verificada estabilidade na extração da commodity. Nos 12 meses do ano
passado foram produzidas 54,996 onças, ante 54,783 onças em 2011, pequena
alta de 0,3%.

rn

Apesar disso, a empresa mantém um plano de aportes de R$ 156.842 milhões
entre 2012 e 2013 em complexos minerários no Estado. As inversões serão
feitas em expansão de planta metalúrgica e exploração geológica.

rn

Em seu último balanço financeiro a empresa anunciou prejuízo líquido de US$
35,166 milhões no acumulado entre janeiro e setembro de 2012. No mesmo
intervalo do ano anterior, o resultado ficou negativo em US$ 31,962 milhões.

rn

 

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Diário do Comércio

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Instituto Alcoa promove formação de professores em escolas públicas de Juruti

10 de setembro de 2018

Em busca de conhecimentos, experiências e avanços nas atividades escolares, cerca de 40 professores de escolas públicas de Juruti e…

LEIA MAIS

Entidades buscam resolução para demanda represada no embarque de rochas ornamentais

5 de novembro de 2018

Com apoio do Governo do Espírito Santo, Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito…

LEIA MAIS

Serabi aumenta reservas de ouro em 31%

12 de dezembro de 2017

A Serabi Gold disse ontem (11) que a nova estimativa de reservas minerais provadas e prováveis para as minas de…

LEIA MAIS