NOTÍCIAS

Manabi: Mineradora deve gerar 2 mil empregos diretos em Santa Maria de Itabira e Morro do Pilar

21 de junho de 2012

rnAs explorações em Morro do Pilar e em Santa Maria de Itabira (Morro Escuro) devem gerar 2 mil empregos diretos, 1,5 mil só no complexo minerador, segundo previsão da mineradora Manabi Holding. Segundo o jornal

rn

As explorações em Morro do Pilar e em Santa Maria de Itabira (Morro Escuro) devem gerar 2 mil empregos diretos, 1,5 mil só no complexo minerador, segundo previsão da mineradora Manabi Holding. Segundo o jornal Estado de Minas, executivos da empresa se reuniram com o Governo do Estado nessa quarta-feira, 20 de junho, para discutir detalhes do investimento bilionário que a empresa vai fazer nos dois municípios.

rn

O projeto está dimensionado em US$ 4,1 bilhões, que envolve o complexo minerário e a infraestrutura de escoamento até o Porto de Linhares, no Espírito Santo. Do total de investimento, US$ 2,8 bilhões serão destinados aos dois municípios.

rn

O empreendimento deve ser formalizado no mês que vem, por meio de protocolo de intenções, a ser assinado no Palácio Tiradentes. Segundo prospecto da empresa, as duas minas somam cerca de 1,5 bilhão de toneladas de recursos minerais, podendo chegar a 2 bilhões em potencial exploratório. A produção estimada é de 31 milhões de toneladas por ano, quantidade superior à do projeto Minas-Rio, da Anglo American, em Conceição do Mato Dentro, com previsão de 26,5 milhões.

rn

Todo minério de Morro do Pilar será destinado à exportação. Já o de Morro Escuro, em Santa Maria, será vendido ao mercado interno. A qualidade do material, segundo documento enviado à CVM, é elevada, com teor de ferro de 68,5%. A mina de Morro do Pilar será maior em capacidade de produção: 25 milhões de toneladas por ano. A de Santa Maria de Itabira deve girar em torno de 6 milhões.

rn

Para levantar recursos para os projetos, a companhia vai lançar oferta pública de ações no Brasil e no Canadá. O dinheiro será investido majoritariamente no desenvolvimento em estudos ambientais, obtenção de licenças e autorizações, projetos de engenharia, sondagens e outras despesas. A Manabi foi constituída em março de 2011 por ex-executivos da Vale, da LLX e da MMX.

rn

 

Fonte: DeFato Online

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Venda interna de aço cresce 2,3% em 2017

23 de janeiro de 2018

As vendas internas cresceram 2,3% em 2017 e atingiram 16,9 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Aço…

LEIA MAIS

Vale anuncia a venda dos seus ativos de nitrogenados e fosfatado em Cubatão à Yara

21 de novembro de 2017

A Vale informa que celebrou um acordo de compra de cotas com Yara International ASA, empresa listada na Bolsa de…

LEIA MAIS

CADE aprova compra da Ferrous pela Vale

3 de junho de 2019

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição do controle acionário da mineradora Ferrous…

LEIA MAIS