NOTÍCIAS

Mercado de curto prazo é melhor opção para mineradoras

21 de junho de 2012

rnA venda de minério de ferro no curto prazo é a melhor opção das mineradoras enquanto a volatilidade de preços continuar elevada, afirmou nesta quinta-feira uma fonte de uma das principais produtoras da commodity d

rn

A venda de minério de ferro no curto prazo é a melhor opção das mineradoras enquanto a volatilidade de preços continuar elevada, afirmou nesta quinta-feira uma fonte de uma das principais produtoras da commodity do mundo.

rn

A avaliação foi feita num momento em que siderúrgicas como a Posco querem mudanças na forma de venda do produto e pedem pelo retorno de contratos anuais, sistema que foi abandonado há alguns anos.

rn

Atualmente, o minério é vendido em sua maioria com contratos de curto prazo e no mercado à vista.

rn

“Isso não é novidade. As siderúrgicas sempre tiveram preferência por precificação de longo prazo. Mas enquanto a volatilidade continuar elevada o curto prazo é a melhor solução”, afirmou a fonte, que prefere não ser identificada.

rn

O minério de ferro na China é cotado atualmente a 137,40 dólares a tonelada, no maior valor desde o início de maio, segundo o Steel Index.

rn

Em meados de abril, segundo o mesmo índice, o produto foi cotado perto de 150 dólares, contra aproximadamente 135 dólares em meados de fevereiro. Antes disso, no final do ano passado, o preço estava em torno de 120 dólares.

rn

As mineradoras passaram a fornecer produtos no mercado “spot” desde o fim do ano passado, após um período de negociações sustentadas por contratos trimestrais.

rn

Os preços eram reajustados a cada três meses, mas a forte queda do preço do produto no mercado internacional levou compradores a pressionaram por uma maneira mais ágil de negociação que refletisse mais imediatamente os valores e o desaquecimento da demanda.

rn

Antes disso, o modelo de contratos anuais deu lugar ao sistema trimestral, com mineradoras pressionando compradores a absorver com mais frequência a alta dos preços.

rn

 

Fonte: Thomson Reuters

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Samarco: os três anos do rompimento de Fundão

5 de novembro de 2018

O rompimento da barragem de Fundão completa 3 anos. Uma realidade que faz parte da jornada da Samarco. O dia…

LEIA MAIS

Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

IBRAM renova liderança e defende protagonismo do setor

21 de janeiro de 2019

Com grande experiência nos setores público e privado, Jerson Kelman assume a presidência do IBRAM; presidente do Conselho, Luiz Eduardo…

LEIA MAIS