NOTÍCIAS

MINERADORA ANGLO AMERICAN PLANEJA INVESTIR US$ 2 BI NO MINAS-RIO

5 de abril de 2012

rnA Anglo American planeja investir US$ 2 bilhões em 2012 no projeto Minas-Rio, o maior empreendimento da mineradora no mundo, informou a companhia nesta quinta-feira.rnO Minas-Rio está em obras e atingirá, em sua primeira f

rn

A Anglo American planeja investir US$ 2 bilhões em 2012 no projeto Minas-Rio, o maior empreendimento da mineradora no mundo, informou a companhia nesta quinta-feira.

rn

O Minas-Rio está em obras e atingirá, em sua primeira fase, uma capacidade de produção de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro.

rn

O presidente da unidade de Ferro Brasil da companhia, Paulo Castellari, disse, em entrevista à Reuters, que o projeto terá capacidade para atingir até 90 milhões de toneladas anuais, ante uma estimativa inicial de 75 milhões a 80 milhões de toneladas por ano.

rn

Ele explicou que o projeto tem capacidade para operar em três fases, sendo a primeira iniciada na segunda metade de 2013.

rn

“Existe a possibilidade de criarmos (três) módulos de 30 milhões de toneladas com algumas melhorias operacionais”, disse.

rn

O estudo geológico de pré-viabilidade da expansão do projeto ficou pronto em março e confirma expectativas de potencial de produção.

rn

“Quando a gente chega perto de iniciar produção, começa a entender, otimizar o processo e vemos que existe esse potencial”, disse ele sobre a possibilidade de aumentar a capacidade de produção do projeto.

rn

PROJETO EM DIA

rn

O sistema contempla uma mina de ferro e unidades de beneficiamento em Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas, ambas em Minas Gerais, além do maior mineroduto do mundo, com 525 quilômetros de extensão.

rn

Para que o projeto alcance todo o seu potencial, porém, ainda há muito chão pela frente. A empresa tem que concluir estudos prévios, iniciar um estudo de viabilidade, aprovar a decisão de ampliar o Minas-Rio, para depois desenvolver o projeto em um processo que pode levar de três a seis anos.

rn

Para a fase atual, segundo Castellari, a empresa está em dia com o projeto, com 60% das obras do mineroduto concluídas, um terço da planta de beneficiamento e dois terços do terminal no Porto do Açu, no qual a Anglo tem parceria com a LLX, do bilionário Eike Batista.

rn

“Todas as licenças de que precisamos neste momento para avançar com o projeto, de acordo com o plano, nós já temos”, disse o executivo.

rn

O projeto, orçado inicialmente em US$ 5 bilhões, poderá ter gastos extras da ordem de 15% por conta do aquecimento do mercado de construção civil brasileiro.

rn

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Tecnologia leva mais segurança aos caminhões fora de estrada

1 de outubro de 2018

O que um sistema que alerta os motoristas de caminhões fora de estrada sobre a presença de objetos no trajeto…

LEIA MAIS

Série de vídeos mostra a verdadeira mineração do Brasil

10 de abril de 2018

A extração dos recursos naturais é uma atividade que sempre foi exercida pelo homem. É na natureza que ele busca…

LEIA MAIS

Apesar de queda da cotação do ferro, receita do Brasil deve ser estável

27 de novembro de 2018

Cotação internacional do minério de ferro recuou de mais de 8% A cotação da tonelada de minério de ferro caiu…

LEIA MAIS