NOTÍCIAS

Mineradora canadense de fertilizantes busca clientes no Brasil

24 de setembro de 2015

A canadense Focus Ventures, especializada em fertilizantes minerais, procura mercados na América Latina para vender rocha fosfática reativa (RPR, na sigla em inglês) que será produzida no projeto Bayóvar 12, no norte

A canadense Focus Ventures, especializada em fertilizantes minerais, procura mercados na América Latina para vender rocha fosfática reativa (RPR, na sigla em inglês) que será produzida no projeto Bayóvar 12, no norte do Peru. A mineradora disse que fez visitas no Brasil e na Argentina para conversar com grupos de inteligência de mercado e com consumidores de fertilizantes.

rn

O projeto Bayóvar 12 tem uma área de 12.575 hectares e fica no distrito peruano de Sechura, a aproximadamente 800 quilômetros da capital Lima. O empreendimento é quase vizinho da mina de rocha fosfática Bayóvar, da mineradora brasileira Vale, que fica a cerca de 20 quilômetros a sudoeste do projeto Bayóvar 12.

rn

O projeto da Focus visa a produção anual de, pelo menos, 300 mil toneladas de RPR que serão vendidas na América do Sul para serem aplicadas na produção de fertilizante natural de aplicação direta (Danf, na sigla em inglês). Bayóvar 12 ainda está em fase de estudo prévio de viabilidade, que deve ser concluído em dezembro deste ano.

rn

Os recursos medidos e indicados de Bayóvar 12 são de 300,49 milhões de toneladas base úmida e 227,19 milhões de toneladas base seca de minério com teor médio de 13,1% de pentóxido de fósforo (P2O5). Os recursos inferidos do projeto da Focus são de 130 milhões de toneladas base úmida e 102,17 milhões de toneladas base seca de minério com teor de 13,1% de P2O5.

rn

No ano passado, o Brasil importou cerca de 79% do total de fertilizantes que consumiu, segundo dados apresentados pelo CEO da Bemisa, Augusto Lopes, na semana passada na feira de mineração EXPOSIBRAM, em Belo Horizonte (MG). Em conjunto com o CEO da Brazil Potash, Matt Simpson, foi conduzido um painel abordando as vantagens competitivas de projetos de fertilizantes no Brasil em relação ao consumo de produtos importados.

rn

Os dois apresentaram, com muitos argumentos, como produtos de fertilizantes provenientes do próprio país podem ter mais qualidade, custos mais baixos e melhor logística na comparação com produtos do Canadá e Rússia, por exemplo. O CEO da Bemisa apresentou o projeto Jauru, em Mirassol D’Oeste (MT), onde a mineradora pretende produzir superfosfato simples (SSP), e o CEO da Brazil Potash deu detalhes sobre o projeto em Autazes (AM), que tem produção prevista 2,2 milhões de toneladas por ano de KCl.

rn

Outra mineradora canadense, recentemente, também buscou mercado no Brasil e fechou a venda de 150 mil toneladas de KCl para 12 companhias locais. A Gensource Potash Corporation controla o projeto Lazio, em Saskatchewan, no Canadá.

rn

Clique aqui e acesse a matéria na íntegra.

rn

 

rn

 

 

Fonte: Notícias de Mineração Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Estão abertas inscrições para treinamento sobre Apreciação de Risco em Máquinas da Schmersal

22 de outubro de 2018

Multinacional alemã líder mundial em sistemas de segurança para máquinas industriais, a Schmersal divulga o inicio das inscrições para o…

LEIA MAIS

Anote na agenda: inauguração do Hub da Mineração será em 17 de janeiro

14 de janeiro de 2019

O Mining Hub ou Hub da Mineração, um dos mais inovadores projetos do setor mineral internacional, já tem data marcada…

LEIA MAIS

Tecnologia leva mais segurança aos caminhões fora de estrada

1 de outubro de 2018

O que um sistema que alerta os motoristas de caminhões fora de estrada sobre a presença de objetos no trajeto…

LEIA MAIS