NOTÍCIAS

Mineradoras da América Latina priorizam investimentos em automação

23 de junho de 2015

Os principais investimentos em tecnologia do setor de mineração na América Latina serão em automação e controle e monitoramento remoto de máquinas e equipamentos. Um estudo feito pela Timetric, companh

Os principais investimentos em tecnologia do setor de mineração na América Latina serão em automação e controle e monitoramento remoto de máquinas e equipamentos. Um estudo feito pela Timetric, companhia de análise e consultoria financeira, apontou que as mineradoras da América Latina planejam aplicar 50% do capital para investimentos em tecnologia.

rn

A Timetric prospectou, em 2014 e 2015, dados de 630 minas em todos os continentes, buscando descobrir a prioridade de investimentos em diferentes áreas de tecnologia no setor de mineração. Cada uma das seis regiões estudadas pela empresa possui foco diferente em investimentos futuros para tecnologia e dedicam quantidades variadas de investimentos para o segmento.

rn

O relatório da Timetric, assinado por Nez Guevara, analista sênior de Mineração, diz que as mineradoras têm passado por um período de transição, no que diz respeito a tecnologia, para que possam sobreviver a um período de baixos preços das commodities. As melhorias visam ganho de desempenho operacional, aumento na segurança e redução dos custos.

rn

Entre as regiões pesquisadas pela Timetric, a América Latina é a segunda pior em termos de porcentagem dos investimentos em tecnologia. As mineradoras da região planejam dedicar 50% dos recursos para melhorias na área.

rn

A proporção só não é inferior à da Austrália, que foi considerada uma região pela pesquisa, que prioriza investimentos em tecnologias para monitoramento ambiental e controle de emissões. As mineradoras da Austrália planejam gastar cerca de 36%, do capital para investimentos, em tecnologia.

rn

A região que pretende investir mais em tecnologia no setor de mineração é a África. As mineradoras planejam dedicar 84% dos investimentos para tecnologia. A prioridade do continente é em ferramentas e soluções que resolvam problemas de fatiga por parte de operadores e motoristas.

rn

Mineradoras da América do Norte tem como principal categoria de investimento as tecnologias voltadas para detecção de proximidade e prevenção de colisões. As companhias pretendem usar 57% dos investimentos em tecnologia.

rn

Softwares para gerenciamento de mina, no que diz respeito a cronograma e otimizações, são o principal alvo de investimento de mineradoras da Ásia, que pretendem usar 54% dos investimentos para melhorias tecnológicas.

rn

Quanto à região da Europa e aos países pós-União Soviética, conforme determinado pela Timetric, o monitoramento e gerenciamento de veículos e de frotas são as prioridades de investimentos em tecnologia. As mineradoras pretendem aportar 52% dos investimentos em tecnologia.

rn

A pesquisa da Timetric aponta que muitos fatores podem influenciar os investimentos das mineradoras em tecnologia. Os motivos podem ser tempo de vida útil da mina, história da mineração na região, tempo de uso dos equipamentos, regulamentações ambientais, entre outros.

rn

O estudo pode ajudar empresas que desenvolvem tecnologias para mineração a identificar os principais mercados em crescimento que possuam demanda para os produtos que oferecem. As informações são de comunicado à imprensa da Timetric, publicado na última terça-feira (16).

rn

Clique aqui e acesse a matéria na íntegra.

rn

 

rn

 

 

Fonte: Notícias de Mineração Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Anglo American abrirá 100 vagas para contratação de jovens profissionais e estagiários

10 de dezembro de 2018

Com um processo seletivo, eficiente, desafiador e dinâmico, a Anglo American sai na frente se destaca no setor da mineração…

LEIA MAIS

Vale cria Diretoria de Investimento Social

10 de dezembro de 2018

Hugo Barreto, ex-secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, será o responsável pelos projetos sócio-culturais da empresa e pela Fundação Vale A…

LEIA MAIS

Centro de Operações Integradas completa um ano de funcionamento

24 de setembro de 2018

A integração da cadeia de valor de Ferrosos, por meio do Centro de Operações Integradas (COI), é uma realidade na…

LEIA MAIS