NOTÍCIAS

Minério de ferro lidera embarques mineiros

21 de março de 2013

As mineradoras dominaram a lista de maiores exportadores do Estado no primeiro bimestre. Entre os 10 primeiros do ranking, seis atuam no segmento. Somente a Vale S/A, que ocupa a primeira posição, respondeu por 35,82% das vendas externa

rn

As mineradoras dominaram a lista de maiores exportadores do Estado no primeiro bimestre. Entre os 10 primeiros do ranking, seis atuam no segmento. Somente a Vale S/A, que ocupa a primeira posição, respondeu por 35,82% das vendas externas no período, movimentando US$ 1.757 bilhão, conforme dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

rn

A receita com os embarques realizados pela Vale foi 23,7% superior ao registrado nos dois primeiros meses do ano passado. Entre janeiro e fevereiro de 2012 as vendas de minério da Vale totalizaram US$ 1,420 bilhão.

rn

De acordo com informações do Mdic, os 10 maiores exportadores responderam por 63,48% das vendas externas de Minas Gerais no primeiro bimestre. Os embarques somaram US$ 3,115 bilhões, o que representa alta de 7,3% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado, quando a receita alcançou US$ 2,902 bilhões.

rn

Apesar do domínio das mineradoras, a Fiar Automóveis SIA (Fiasa) ficou em segundo lugar no ranking, respondendo por 5.28% do total exportado em Minas. A montadora, com planta em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), movimentou US$ 259,010 milhões nos dois primeiros meses. O montante representa incremento de 25% no período.

rn

Já a terceira maior exportadora, com participação de 4,29%, foi a Companhia Brasileira de Mineração e Metalurgia (CBMM), produtora de ferro-nióbio instalada em Araxá, no Alto Paranaíba. Nos dois primeiros meses a receita com o comércio exterior atingiu USS 210.417 milhões, ante US$ 297,617 milhões no ano anterior. O resultado representa queda de 29.3% no período.

rn

Em seguida está a Nacional Minérios S/A (Namisa), subsidiária da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A mineradora, com operações em Congonhas (Campos das Vertentes), movimentou USS 17 1,823 milhões entre janeiro e fevereiro, contra US$ 215,350 milhões no exercício passado. O resultado representa queda de 20% na base de comparação.

rn

Ainda estão na lista das 10 principais empresas exportadoras no primeiro bimestre a AngloGold Ashanti (US$ 16 1,152 milhões), a Gerdau Açominas (US$ 154,228 milhões), a mineradora canadense Kinross (US$ 129616 milhões), a CSN (US$ 96,4 milhões).

rn

Além disso, estão entre as maiores receitas com as vendas externas no Estado as Celulose Nipo-brasileiras S/A (Cenibra), com US$  9 1,434 milhões, e a Cooperativa dos Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), que registrou receita de US$ 83,516 milhões no período. Apesar de as vendas externas serem contabilizadas no Espírito Santo, a Samarco Mineração, joint venture entre a Vale e a BHP Billiton, é também urna importante exportadora do Estado. Entre janeiro e fevereiro as vendas de minério de ferro da companhia somaram USS 466,4 milhões. Este valor é 2,87% inferior ao verificado no mesmo intervalo do ano passado, quando somou US$ 480,1 milhões.

rn

O minério de ferro é o principal produto exportado pelo Estado. No primeiro bimestre o insumo siderúrgico respondeu por cerca de 40% dos embarques mineiros.

rn

Importadoras — Já a lista das principais empresas importadoras do Estado foi liderada pela Fiat, que movimentou US$ 234,494 milhões nos dois primeiros meses, O resultado representa queda de 31,3% em relação ao mesmo período cio ano passado, quando atingiu USS 354,587 milhões.

rn

Em seguida está à montadora alemã Mercedes-Benz, com planta em Juiz de Fora (Zona da Mata). A companhia, que passou a fabricar recentemente veículos pesados no Estado, movimentou US$ 105027 milhões, ante US$ 55,728 milhões em 2012, alta de 88,4% no período.

rn

Ainda conforme informações do Mdic. as exportações mineiras totalizaram US$ 4,906 bilhões no primeiro bimestre. O montante representa retração de 1,5% em relação ao mesmo período de 2012 (US$ 4,983 bilhões). O minério de ferro respondeu por 40% do montante do Intervalo.

rn

As importações caíram 1.6% na mesma base de comparação,  atingindo USS 1.834 bilhão. Com isto o saldo da balança comercial mineira ficou positiva em USS 3,071 bilhões. Porém, o resultado ficou 1,5% menor que o verificado em 2012, quando somou US$ 3,118 bilhões.

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Diário do Comércio

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



AngloGold Ashanti realiza simulado de emergência de barragem na comunidade de Barra Feliz

19 de novembro de 2018

Terceiro evento em Santa Bárbara mobiliza moradores. Mais de 240 se envolveram na ação, 60% do público-alvo. Próximo treinamento ocorrerá…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até 13 de abril

5 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS

Centro de Operações Integradas completa um ano de funcionamento

24 de setembro de 2018

A integração da cadeia de valor de Ferrosos, por meio do Centro de Operações Integradas (COI), é uma realidade na…

LEIA MAIS