NOTÍCIAS

Nanavut: um mega-projeto de zinco

4 de janeiro de 2013

rnSituado na região Ártica do Canadá encontra-se um dos maiores depósitos de  zinco e cobre ainda não desenvolvido do mundo. Os jazimentos pertencem à MMG, uma  empresa Australia

rn

Situado na região Ártica do Canadá encontra-se um dos maiores depósitos de  zinco cobre ainda não desenvolvido do mundo. Os jazimentos pertencem à MMG, uma  empresa Australiana controlada por capital Chinês que é uma subsidiária da  chinesa Minmetals. O projeto terá grande escala compreendendo cinco  minas distintas com lavra subterrânea e a céu aberto. Outras três minas, situadas  em Izok Lake, também farão parte do complexo de Nanavut-Izok. Esse conjunto de  minas deverá produzir 180.000 toneladas de zinco e 50.000 toneladas de cobre  anualmente.

rn

É claro que um projeto desta escala em uma região remota com pouca  infraestrutura deverá ter um CAPEX de muitos bilhões de dólares. Esse CAPEX  incluirá a construção de porto para navios de 50.000t, acampamentos para 2000  pessoas, aeroportos e estradas com 70 pontes.

rn

Minas de zinco no Ártico não são totalmente incomuns. É o caso da Polaris,  controlada pela Cominco que produziu na sua vida útil mais de 22 milhões de  toneladas de chumbo e zinco e da mina Nanasivik, a primeira mina no Ártico,  também em Nanavut. Nanasivik pertencia à Billiton e foi fechada em 2002 devido  aos elevados custos de produção e a queda dos preços do metal.

rn

 

Fonte: O Geólogo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

LITOTECA DA CBPM É REABERTA

5 de outubro de 2015

Os interessados em fazer consultas em amostras de testemunhos de sondagem de projetos pesquisados pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) já podem programar visitas à Litoteca da empresa.

LEIA MAIS

Anglo American divulga resultados de produção do terceiro trimestre

24 de outubro de 2017

A Anglo American reportou um aumento de 6% na produção total em base equivalente de cobre, em comparação com o mesmo período em 2016.

LEIA MAIS