NOTÍCIAS

Novo patamar de preços de minério impulsiona Vale em 2013

9 de janeiro de 2013

rnO Deutsche Bank elevou as estimativas de resultados da Vale para este ano, com base no aumento dos preços do minério de ferro e outros produtos fornecidos pela companhia brasileira.rnEm relatório distribuído ne

rn

O Deutsche Bank elevou as estimativas de resultados da Vale para este ano, com base no aumento dos preços do minério de ferro e outros produtos fornecidos pela companhia brasileira.

rn

Em relatório distribuído nesta terça-feira, o banco de investimentos projeta que as vendas da maior fornecedora deminério do mundo deverão alcançar quase 50 bilhões de dólares em 2013, um valor 6 por cento maior que o estimado anteriormente.

rn

O Deutsche elevou sua estimativa para o preço do minério de ferro de 116 dólares para 125 dólares a tonelada neste ano. Para 2014, contudo, o banco revisou para baixo o valor da commodity, de 120 dólares para 115 dólares a tonelada.

rn

Outros bancos de investimento, como Goldman Sachs e Credit Suisse, também apostam em preços mais firmes do minério para este ano.

rn

O preço de venda do minério pela Vale, segundo a estimativa do Deutsche, será 8 por cento maior do que o projetado antes, passando de 99,6 dólares para 107,7 dólares a tonelada. A projeção do volume de minério vendido neste ano foi mantida em 303 milhões de toneladas.

rn

Os preços do minério de ferro no mercado no mercado à vista da China voltaram a subir forte nesta terça-feira, com siderúrgicas do país asiático recompondo estoques na esperança de uma recuperação econômica que irá impulsionar a demanda por aço.

rn

Uma oferta limitada de cargas no “spot” também ajudou a sustentar os preços. O minério de ferro, matéria-prima do aço, já subiu 82,9 por cento desde setembro, quando atingiram mínima de três anos.

rn

Ainda segundo o relatório, a Vale alcançará um Ebitda de 21,8 bilhões de dólares em 2013, valor 12 por cento acima do estimado anteriormente por seus analistas.

rn

Os preços do cobre praticados pela Vale também ficaram acima das estimativas iniciais, 2 por cento maiores do que o esperado anteriormente. Mas os preços do níquel ficaram 5 por cento abaixo do havia sido estimado.

rn

 

Fonte: Estadão

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Mineração Usiminas adota nova tecnologia para dispor rejeitos

26 de junho de 2018

A Mineração Usiminas (Musa) protocolou na Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram) o pedido de licenciamento ambiental…

LEIA MAIS

Minério mantém alta

5 de dezembro de 2017

Em sua quinta alta consecutiva, o minério de ferro atingiu o maior valor desde 14 de setembro no mercado à…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até esta sexta-feira

10 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS