NOTÍCIAS

OURO DEVE AMPLIAR VALORIZAÇÃO COM A CRISE INTERNACIONAL

14 de janeiro de 2012

rnInstabilidade no mercado internacional pode elevar ainda mais o preço do metal, que já subiu 90% de 2008 a 2011.rnA instabilidade do mercado internacional deverá provocar uma valorização ainda mais consi

rn

Instabilidade no mercado internacional pode elevar ainda mais o preço do metal, que já subiu 90% de 2008 a 2011.

rn

A instabilidade do mercado internacional deverá provocar uma valorização ainda mais consistente do ouro, metal precioso que teve alta de 90% de 2008 para 2011, período em que a crise financeira fez investidores migrarem para o ativo em busca de proteção. Na indústria, desembolsos em sondagens geológicas foram incrementados, e a recuperação de material antes descartado ganhou força. A abertura de novas minas e reativação de outras que estão paralisadas voltaram à pauta das companhias.

rn

As mineradoras avaliam a média da cotação do ouro nos últimos três anos para definir se a valorização é consistente e se a cotação justifica os investimentos, informa o diretor de mineração da consultoria finlandesa Pöyry, que se instalou em Belo Horizonte neste ano, João Ronchel. “As empresas já começaram a retirar projetos da gaveta. Principalmente nos últimos dois anos, o ouro teve um acréscimo muito forte no preço, em parte, devido às incertezas nos mercados e, como é um ativo com uma liquidez muito alta, a procura aumenta”, diz.

rn

Em 2008, a onça troy (30 gramas de ouro) estava cotada a US$ 865, tendo encerrado 2011 a US$ 1.641, uma elevação de 89,7%. Esta alta viabiliza que as mineradoras de ouro realizem processo semelhante ao que já se tornou comum na mineração de ferro a partir do boom de valorização. Trata-se da recuperação de material descartado, que antes ia para as barragens de rejeito. “O material que é descartado não vai mais direto para a barragem. Existem alguns processos de recuperação, utilizando carvão para absorver o ouro do material de rejeito e, depois, por meio de um processo químico, separa-se o ouro do carvão. É um investimento que só se justifica quando os preços estão elevados”, afirma Ronchel.

rn

A perspectiva de manutenção da evolução da cotação do ouro é reforçada com o noticiário dos desajustes na economia europeia e seu potencial para gerar incertezas em outros mercados. “A Europa está descobrindo que a crise é muito maior que a imaginada. Como investimento mais seguro, o ouro passa a ser vantajoso. É o ativo mais líquido, pode ser comercializado em qualquer lugar do mundo”, observou Ronchel.

rn

O Brasil é o décimo segundo maior produtor de ouro do mundo. A China é a maior produtora, com 345 toneladas, o equivalente a 14% da produção mundial (dado do fechamento de 2010), seguida pela Austrália com 9,3%, e pela África do Sul e EUA, com 9% cada um. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), as principais empresas produtoras no Brasil são Kinross (29%), AngloGold Ashanti (22%), Yamana Gold (17%), Garimpos (12%), Jaguar Mining (7%) e outras empresas (13%).

rn

O diretor da grupo OM, distribuidor de valores, Juarez Silva, lembra que o ouro é um patrimônio. Embora sofra influência do dólar em sua cotação, ele fica alheio às inseguranças das instituições financeiras. Além disso, é um patrimônio com pouca depreciação”, afirmou. 

rn

Para ele, o movimento gerado por investidores que aumentaram o peso do ouro em suas aplicações vai viabilizar a execução de novos investimentos. “A produção mundial de ouro já foi maior e, ao que tudo indica, vai crescer”, disse.

rn

 

Fonte: Hoje em Dia

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

ArcelorMittal Tubarão lança projeto para dessalinizar água do mar

21 de janeiro de 2019

O projeto demandará investimentos em torno de R$ 50 milhões, gerará cerca de 220 vagas de emprego (no pico da…

LEIA MAIS

Belo Horizonte receberá seminário sobre Barragens de Rejeitos

22 de outubro de 2018

As barragens de rejeito estarão em foco na segunda edição do Seminário UK-Brazil Mining Forum. O evento será realizado em Belo…

LEIA MAIS