NOTÍCIAS

Pará vai abrigar maior parque de cavernas em rochas ferríferas do mundo

19 de julho de 2017

A iniciativa atende a uma das condições específicas de validade da licença concedida pelo Ibama à mineradora para operação do Complexo S11D Eliezer Batista, em Canaã dos Carajás

Imagina uma área verde equivalente a 80 mil campos de futebol, com registros arqueológicos das primeiras ocupações humanas na Amazônia, repleta de cavernas, lagoas, fauna e flora que só existem em regiões ferríferas. Assim é o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos, mais novo atrativo das belezas naturais do Pará. O local será o maior parque de cavernas em rochas ferríferas (com presença de minério de ferro) do mundo. São 377 cavidades, que abrigam espécies raras da região. A iniciativa, fruto de parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Vale, atende a uma das condições específicas de validade da licença concedida pelo Ibama à mineradora para operação do Complexo S11D Eliezer Batista, em Canaã dos Carajás.
 
Com a criação do parque, uma área de 80 mil hectares passa a ser protegida de forma integral. As atividades de educação ambiental, lazer, pesquisa científica e turismo ecológico serão realizadas somente sob a coordenação do ICMBio no local. O decreto de criação do Parque foi assinado pelo Governo Federal, no dia 5 de junho.
 
Os campos ferruginosos vão se unir a uma área de mais de 1,2 milhão de hectares de Floresta Amazônica – dez vezes o tamanho de Belém – que a Vale ajuda a proteger no Pará, desde 1985, quando iniciou as operações no estado. Historicamente, o sudeste do Pará é uma área de paisagem bastante modificada por atividades como a agropecuária e, portanto, possui poucos remanescentes florestais. Imagens de satélite demonstram que praticamente as únicas áreas de floresta amazônica ainda preservadas na região estão localizadas em um conjunto de unidades de conservação de Carajás mantido pelo ICMBio com o apoio da mineração, por meio da Vale.
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Entidades buscam resolução para demanda represada no embarque de rochas ornamentais

5 de novembro de 2018

Com apoio do Governo do Espírito Santo, Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito…

LEIA MAIS

IBRAM realiza pesquisa sobre o que o público gostaria de ver na próxima edição da EXPOSIBRAM

8 de outubro de 2018

O que você gostaria de sugerir para a próxima edição da  Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (EXPOSIBRAM)? Considerada a principal vitrine…

LEIA MAIS