NOTÍCIAS

Pesquisas retratam avanços sustentáveis da mineração

20 de junho de 2012

rnA implementação do desenvolvimento sustentável, tão debatido na Rio+20, depende de medidas ponderadas e factíveis atreladas a um modelo econômico inovador eficiente e aberto à inclusão social.r

rn

A implementação do desenvolvimento sustentável, tão debatido na Rio+20, depende de medidas ponderadas e factíveis atreladas a um modelo econômico inovador eficiente e aberto à inclusão social.

rn

 

rn

Entre os diversos segmentos produtivos, a mineração apresenta avanços desde a Rio-92, bem como lacunas que precisam ser ocupadas com mais ações.

rn

 

rn

Esse é o principal apontamento de estudos recentes, expostos nesta última conferência. Foram realizados pelo setor mineral, com a participação da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM).

rn

 

rn

A indústria brasileira pretende assumir o protagonismo rumo à economia verde.

rn

 

rn

A mineração se destaca nesse contexto. É estratégica porque os bens minerais são essenciais para as inovações tecnológicas em quase todos os campos, incluindo a geração de energia limpa, por exemplo.

rn

 

rn

Não obstante a óbvia necessidade de conhecer mais o potencial geológico brasileiro para enfrentar isso, a indústria mineral tem aplicado recursos expressivos -econômicos, humanos e administrativos- no equacionamento de questões ambientais e sociais.

rn

 

rn

Pesquisa com as principais mineradoras com atuação no Brasil sobre a evolução desses indicadores nos últimos 20 anos mostra que há um crescente comprometimento empresarial em relação à adoção de práticas de gestão de impactos ambientais, econômicos e sociais.

rn

 

rn

Um exemplo é a gestão dos riscos ambientais. Nos anos 1990, 30% das mineradoras tinham objetivos e metas ambientais; 40%, mecanismos de verificação; e 35%, preparação para atendimento às emergências ambientais.

rn

 

rn

Já no ano passado, 90% das empresas do setor afirmaram ter todos os instrumentos de gestão de riscos.

rn

 

rn

Uma evolução significativa atribuída, em grande parte, ao maior envolvimento dos diversos níveis hierárquicos na responsabilidade pela gestão ambiental, antes restrita aos profissionais de ambiente.

rn

 

rn

Outro avanço apontado pela pesquisa diz respeito às ações tomadas pelas mineradoras que extrapolam a exigência legal: 45% revelaram que em 1990/95 adotavam medidas adicionais às determinadas pelo licenciamento no que se refere à preservação de áreas com ecossistemas naturais e 33% declararam que também realizavam compensação por “serviços ambientais”.

rn

 

rn

Atualmente, esses dois conjuntos de ações são executados por 93% das empresas.

rn

 

rn

Em contrapartida, a divulgação dos indicadores socioambientais ainda não traduz para as partes interessadas (comunidades impactadas pelos projetos minerais, por exemplo) o efetivo desempenho das empresas nesse campo. É o desafio a ser superado.

rn

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Sindirochas e Abirochas juntos no MME para discutir a CFEM

3 de dezembro de 2018

Os presidentes do Sindirochas, Tales Machado, e Abirochas, Reinaldo Sampaio, se reuniram com a Secretária de Geologia e Mineração e…

LEIA MAIS

Programa de melhorias eleva produtividade e reduz custos operacionais

15 de outubro de 2018

Engajamento dos colaboradores, aumento da produtividade e otimização de custos. Esses são os diferenciais que a Imerys, detentora da maior…

LEIA MAIS

MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS