NOTÍCIAS

Preço do minério contraria mercado e atinge a maior cotação desde 2011

20 de fevereiro de 2013

rnAs projeções sobre o comportamento do mercado de minério de ferro em 2013 estão ficando mais otimistas, graças à retomada da demanda pela commodity na China. Ontem, no primeiro dia de negociaç&atilde

rn

As projeções sobre o comportamento do mercado de minério de ferro em 2013 estão ficando mais otimistas, graças à retomada da demanda pela commodity na China. Ontem, no primeiro dia de negociação após o feriado do Ano Novo chinês, o rally de preços verificado desde o último trimestre de 2012 teve continuidade e a cotação do insumo siderúrgico atingiu US$ 157,20 a tonelada, melhor patamar desde outubro de 2011.

rn

No ano passado, grande parte dos especialistas previa algo entre US$ 110 e US$ 120 a tonelada, valor bem abaixo do que vinha sendo registrado nos últimos anos. Em fevereiro de 2011, por exemplo, o minério chegou a ser vendido por US$ 187 a tonelada no mercado internacional.

rn

Porém, no terceiro trimestre do exercício passado este mercado sofreu uma reviravolta em função de uma redução na demanda do país asiático, principal consumidor da commodity. Em setembro, o insumo chegou a ser negociado por aproximadamente US$ 85 a tonelada, menor patamar desde a crise financeira de 2008.

rn

Já nos últimos meses de 2012, notícias positivas vindas da China, como o anúncio do pacote de US$ 150 bilhões em investimento em infraestrutura por parte do governo, reanimaram este mercado. Além disso, as usinas siderúrgicas chinesas, em meio às perspectivas de retomada do consumo de aço, estão recompondo os estoques, impulsionando os preços internacionais.

rn

Na opinião do analista da Ativa Corretora, Ricardo Corrêa, este viés positivo nos preços internacionais deverá ser mantido por, pelo menos, três meses. Ele ressalta que houve uma melhora nas perspectivas no curto prazo por conta das boas notícias vinda da China. Entre elas está o crescimento da economia.

rn

O cenário positivo deverá impactar diretamente os resultados financeiros das companhias do setor no primeiro semestre deste ano, segundo Corrêa. Nos últimos balanços divulgados, relativos ao terceiro trimestre de 2012, as empresas verificaram perdas significativas por conta da redução dos preços do insumo mineral.

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Exportaminas

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS

Programação da EXPOSIBRAM 2019 é construída de forma colaborativa

12 de novembro de 2018

Em pesquisa realizada pela internet, interessados em participar da próxima edição da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração indicaram os…

LEIA MAIS

Desafio MinerALL traz propostas de negócios a partir do aproveitamento do rejeito da mineração

17 de dezembro de 2018

Uma solução de negócio que propõe a pavimentação de baixo custo foi a vencedora do Desafio MinerALL, iniciativa que tem…

LEIA MAIS