NOTÍCIAS

Preço do minério de ferro não deve voltar a cair, avalia Credit Suisse

15 de fevereiro de 2012

rnApós a queda em um terço do preço do minério de ferro em outubro, com o valor no mercado à vista da China chegando a US$ 116 por tonelada, muitos analistas esperavam por uma deterioração ainda maior

rn

Após a queda em um terço do preço do minério de ferro em outubro, com o valor no mercado à vista da China chegando a US$ 116 por tonelada, muitos analistas esperavam por uma deterioração ainda maior do mercado de aço chinês, entretanto, o Credit Suisse discorda dessa visão, uma vez que o preço mostrou uma recuperação gradual em janeiro.

rn

“Continuamos mais otimistas que o consenso do mercado, com a expectativa de crescimento de 4% da produção global de ferro até o final de dezembro de 2012. Também permanecemos cautelosos com o iminente crescimento da oferta”, afirma a equipe de análise do banco suíço.

rn

Cenário macroeconômico pressiona demanda

rn

Os analistas Ivano Westin e Carlos Louro esperam que o preço do minério de ferro mantenha-se entre US$ 130 e US$ 140 por tonelada em boa parte do primeiro trimestre deste ano, chegando a testar valores mais elevados, mas pressionado pelas preocupações com a economia global.

rn

“Enquanto as preocupações macroeconômicos persistirem, as siderúrgicas devem manter o atual modelo de compra de matérias-primas sensíveis ao custo. Com a melhora do cenário ao longo do ano, devemos perceber uma elevação da produtividade, aumentando a procura por minério de ferro”, acreditam os analistas.

rn

Manutenção do preço

rn

O modelo de análise do Credit Suisse indica que o preço da commodity deve se manter nos níveis atuais, uma vez que a expansão do abastecimento irá demorar mais do que o esperado. Os reveses dos projetos australiano e brasileiro e a queda das exportações da Índia são alguns dos responsáveis pelo desequilíbrio do mercado, segundo o banco.

rn

“O índice de preços estão oferecendo margens adequadas para manter os níveis de produção elevados, mas seria necessário um aumento de 30% nas exportações indianas para o aumento dos preços, que será suportado por uma valorização gradual do yuan e aumento dos custos operacionais, compensados de alguma forma pelas siderúrgicas”, conclui o banco.

rn

 

rn

 

Fonte: Info Money

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS

Fabio Schvartsman participa de evento corporativo em São Paulo

16 de abril de 2018

O diretor-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, participou, no dia 10 de abril, do Itaú Macro Vision, evento voltado para o…

LEIA MAIS

Inscrições abertas para submissão de trabalhos na Minexcellence 2019

10 de setembro de 2018

O 4º Seminário Internacional de Excelência Operacional em Mineração (Minexcellence 2019) será realizado em Santiago, no Chile, entre os dias…

LEIA MAIS