NOTÍCIAS

Prêmio que reconhece experiências na Amazônia com inscrições abertas

24 de junho de 2015

Estão abertas as inscrições ao Prêmio SDSN Amazônia. Lançada na COP20, em dezembro passado, em Lima, no Peru, a iniciativa da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável para a Amaz

Estão abertas as inscrições ao Prêmio SDSN Amazônia. Lançada na COP20, em dezembro passado, em Lima, no Peru, a iniciativa da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia – SDSN Amazônia (sigla em inglês), integrante do projeto global da Organização das Nações Unidas (ONU), visa identificar e reconhecer as melhores soluções para questões socioambientais relacionadas ao desenvolvimento sustentável da Amazônia.

rn

Poderão participar da iniciativa as ações realizadas e implementadas por organizações privadas, públicas, acadêmicas e do terceiro setor da Amazônia Continental: Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela. As inscrições vão até 31 de agosto, e devem ser feitas a partir de submissão eletrônica por e-mail. Mais informações pelo site www.fas-amazonas.org.

rn

O Prêmio SDSN-Amazônia está organizado em cinco categorias: Educação, Mineração, Gestão de Áreas Protegidas, Gestão de Terras Indígenas e Infraestrutura.

rn

Uma comissão de especialistas nos temas envolvidos julgará os projetos inscritos e indicará dez finalistas e três vencedores em cada categoria, a partir dos critérios de avaliação: clareza, apresentação e profundidade do conteúdo do projeto; adequação do projeto à categoria temática proposta; potencial de replicabilidade do projeto; relevância do projeto para especificidades da Amazônia; originalidade e inovação da iniciativa; formação de redes e parcerias intersetoriais; uso de metodologias participativas; e visão de futuro do projeto.

rn

Além dos prêmios em dinheiro, os vencedores terão suas experiências divulgadas na Plataforma SDSN-Amazônia como exemplos de soluções para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que estão sendo definidos pela ONU para vigorarem entre 2015 e 2030. Além disso, serão estimulados, por um ano, a participarem de eventos que disseminem sua solução.

rn

 

rn

 

 

Fonte: Nota 10

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Produção de minério de ferro da BHP cai 4% no trimestre

20 de outubro de 2017

Os números levam em consideração o minério de ferro produzido pela BHP e em parcerias em joint ventures

LEIA MAIS

Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS

27 de novembro | Dia do Engenheiro e Técnico de Segurança do Trabalho

27 de novembro de 2018

Claudia Pellegrinelli, engenheira de segurança do trabalho, está à frente do Programa de Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração (MINERAÇÃO) desde…

LEIA MAIS