NOTÍCIAS

Presidente da Vale comemora alta no consumo chinês de minério

11 de abril de 2012

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, afirmou após um almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro nesta terça-feira que não se surpreendeu com o crescimento de 6% na demanda por minério de ferro

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, afirmou após um almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro nesta terça-feira que não se surpreendeu com o crescimento de 6% na demanda por minério de ferro na China. Segundo ele, desde 1998 a China e os demais países asiáticos tem surpreendido o mundo, crescendo mais que a meta anunciada oficialmente pelo governo:

rn

— Eu acho que há um exagero muito grande quando se trata de prever um processo de diminuição do ritmo chinês. Quando saiu a previsão que a economia chinesa iria crescer um pouco mais de 7%, as pessoas esqueceram de ver o que havia sido publicado pelo primeiro-ministro chinês desde 1988, quando em todos os anos a China cresceu mais que a previsão oficial. Não me surpreendeu (o crescimento de 6% na demanda por minério de ferro).

rn

Ele afirmou, ainda, que pretende retomar o projeto de expansão da exploraçãodo minério de ferro no Pará, o projeto Serra Sul, que pode acrescentar uma capacidade de 90 milhões de toneladas de ferro por ano à Vale na região, o que praticamente duplica a atual operação da empresano estado.

rn

— Nós pretendemos levar o projeto ao conselho ainda no primeiro semestre desde ano,para que ele fique pronto em 2016 e o orçamento dele é de US$ 19,5 bilhões — afirmou Ferreira, lembrando que este projeto não está entre os 20 projetos de investimentos da companhia que já começaram e que terão,no total US$ 48,5 bilhões para os próximos quatro anos — sendo que cerca de US$ 13 bilhões já foi investido até o fim do ano passado.

rn

O presidente da Vale afirmou que a empresa não vai entrar na Justiça contra a nova taxação sobre mineração que começou no dia 1º de abril nos estados do Pará, Minas Gerais e Amapá:

rn

— Esse assunto é tratado pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração) e pelos sindicatos da mineração dos estados de Minas Gerais, Pará e Amapá e também pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). Este é um assunto institucional — disse.

 

Fonte: O Globo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



AngloGold Ashanti realiza simulado de emergência de barragem na comunidade de Barra Feliz

19 de novembro de 2018

Terceiro evento em Santa Bárbara mobiliza moradores. Mais de 240 se envolveram na ação, 60% do público-alvo. Próximo treinamento ocorrerá…

LEIA MAIS

Votorantim Cimentos apoia projeto de resgate histórico-cultural em Corumbá (MS)

17 de dezembro de 2018

Projeto “Todo Lugar tem uma História para Contar”, do Museu da Pessoa, reuniu histórias de vida dos moradores que impulsionou…

LEIA MAIS

CPRM ministra curso de capacitação em risco geológico e leitura de cartas de suscetibilidade para a Defesa Civil de Santa Catarina

17 de dezembro de 2018

Com o objetivo de explicar a percepção da suscetibilidade e risco, além de apresentar os produtos do Serviço Geológico do Brasil…

LEIA MAIS