NOTÍCIAS

Processo de Miller em refino de ouro

13 de julho de 2012

rnO processo de Miller é um método de refinação de ouro que produz este metal com cerca de 99,95% de pureza, o suficiente para muitas aplicações. É mais rápido e menos dispendioso do que outras

rn

O processo de Miller é um método de refinação de ouro que produz este metal com cerca de 99,95% de pureza, o suficiente para muitas aplicações. É mais rápido e menos dispendioso do que outras opções de refino utilizadas na produção de ouro puro, o que faz dele uma escolha popular em algumas refinarias. Esta técnica envolve a passagem de gás de cloro por meio do metal fundido a fim de desencadear uma reação química que separa as impurezas. Se uma refinaria precisa de ouro de um maior grau de pureza, ela pode enviar o lingote transformado até uma instalação de refinação com outras técnicas disponíveis para um tratamento adicional.

rn

 

rn

A refinaria começa com a fundição de base para extrair ouro e remover as impurezas o máximo possível. O ouro fundido pode ser vertido para um cadinho, de onde é mantido quente, enquanto as bolhas de gás de cloro passam através dele. O gás reage com as impurezas, fazendo com que o líquido precipitado chegue à superfície sob a forma de cloreto, que pode ser desnatado.

rn

 

rn

Depois de aproximadamente uma hora e meia, o ouro está suficientemente puro que pode ser vertido em lingote sólido ou ficar em armazenamento. O metal tratado com o processo de Miller tem sua pureza confirmada, de modo que o produto final pode ser estampado para gravar. Para processos industriais, envolvendo dispositivos de ouro em equipamentos elétricos, o ouro de pureza de 99,95% é frequentemente aceitável. Este elemento produzido pelo processo de Miller pode ser menos caro do que as misturas de ouro de 99,99%, que requerem mais tempo e dinheiro.

rn

 

rn

Barra de ouro puro produzido com base no processo de Miller

rn

 

rn

Métodos de controle ambiental se mostram importantes durante o processamento de ouro. A mineração para fundição e a purificação final geram inúmeros produtos químicos nocivos que necessitam de controle. As técnicas de gestão do impacto ambiental da produção de ouro podem incluir filtragem de resíduos industriais, armazenamento de produtos químicos em recipientes de materiais perigosos para a eliminação, e processos de tomada de refinarias mais eficientes com o intuito de reduzir o desperdício e uso geral.

rn

 

rn

As empresas que usam o processo de Miller controlam a produção de cloro para evitar a contaminação do ambiente e a ocorrência de lesões aos trabalhadores, ao mesmo tempo, limitando o desperdício, porque o cloro pode ficar caro quando utilizado numa escala industrial.

rn

 

rn

Os mercados onde o ouro é negociado geralmente têm normas rígidas sobre o conteúdo e o peso dos produtos de ouro. Isto garante a consistência e evita as tentativas de tirar proveito de comerciantes e consumidores com produtos que não contenham ouro.

rn

 

Fonte: Manutenção e Suprimentos

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Participe do I Seminário de Extensionismo Técnico Mineral

15 de outubro de 2018

Estão abertas as inscrições para o I Seminário de Extensionismo Técnico Mineral. O evento, promovido pela Agência Nacional de Mineração (ANM),…

LEIA MAIS

Centro de Operações Integradas completa um ano de funcionamento

24 de setembro de 2018

A integração da cadeia de valor de Ferrosos, por meio do Centro de Operações Integradas (COI), é uma realidade na…

LEIA MAIS