NOTÍCIAS

Representantes da Newmont conhecem projeto no Pará

19 de maio de 2017

Segunda maior mineradora de ouro do mundo, empresa teve negócios no Brasil até 2002

Geólogos da Newmont Mining, segunda maior mineradora de ouro do mundo, se reuniram na terça-feira (16) com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), em Belém, no Pará, para conhecerem aspectos geológicos, geográficos e ambientais das Áreas de Interesse Mineral (Arim) da Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca). No mês passado foi noticiado o interesse da mineradora norte-americana de voltar a investir em mineração no país.
 
Em nota divulgada ontem (18), a CPRM diz que a reunião entre os pesquisadores da Gerência de Geologia e Recursos Minerais e da Divisão de Geologia Econômica com os representantes da Newmont aconteceu a pedido do diretor presidente da CPRM, Eduardo Ledsham. A reunião teve, como objetivo, "divulgar as ações em andamento do Projeto Arim Renca. A intenção é fomentar futuros investimentos do setor mineral na área, quando esta for liberada para pesquisa mineral privada".
 
A gerente de Geologia e Recursos Minerais de Belém, Lúcia Travassos da Rosa Costa, apresentou aos representantes da Newmont, Daven Mashburn, Esteban Crespo e José Wilson Ribeiro, uma síntese sobre aspectos da área da Renca, além de produtos que estão sendo concluídos pela equipe do projeto e que serão amplamente divulgados à sociedade. A geóloga Telma Faraco também apresentou uma síntese das pesquisas realizadas na Serra do Ipitinga.
 
A notícia sobre uma possível volta da Newmont para o Brasil foi dada em abril pelo colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim. O Notícias de Mineração Brasil (NMB) procurou, no mês passado, o secretário executivo da Agência para Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira (Adimb), Onildo Marin, para saber se o possível retorno da mineradora para o país foi falado durante o PDAC 2017, um dos eventos mais importantes do segmento de mineração. Na oportunidade, ele afirmou que "há boatos de que algumas firmas importantes têm interesse em voltar para o Brasil", mas que ainda não existe nada oficial.
 
A Newmont chegou a ter no Brasil a Newmont do Brasil Mineração que foi baixada em 2001.
 
A Newmont foi, até 2002, dona da Mineração Chega Tudo (MCT) e da Santa Fé do Brasil Empreendimentos e chegou a ter participação nas minas de ouro Paracatu e Crixás, por meio da TVX Normandy. Hoje essas minas pertencem à Kinross e à AngloGold Ashanti. A TVX Normany surgiu em 1999 da união da TVX Gold, de Eike Batista, e da Normandy. A MCT é da Jaguar e foi negociado no fim do ano passado com a Avanco Resources.
 
Em 2016 a empresa lavrou 4,9 milhões de onças de ouro. Atualmente, a mineradora tem operações em Gana, Austrália, Estados Unidos, Suriname e Peru.
 
Notícias de Mineração Brasil
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Alubar prioriza fornecedores do Pará

10 de abril de 2018

Em 2017, a maior parte dos investimentos da Alubar com compras e serviços foi aplicada no Pará. A fábrica, líder…

LEIA MAIS

Comitiva Brasileira marcará presença na edição de 2019 do PDAC

19 de setembro de 2018

Considerado um dos mais tradicionais eventos de mineração mundial, o Prospectors and Developers Association of Canada será realizado em Toronto…

LEIA MAIS

Royalty: mineradoras recolhem mais CFEM em 2018

5 de abril de 2018

A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), considerada o royalty da mineração, totalizou R$ 211 milhões no mês…

LEIA MAIS