NOTÍCIAS

Reservas de ouro do Brasil dobram em 2012

18 de janeiro de 2013

rnAs reservas físicas de ouro do Brasil dobraram em 2012, fechando o ano em pouco mais de 67 toneladas. O valor de mercado, em dezembro, equivalia a cerca de US$ 3,5 bilhões pelos cálculos do Fundo Monetário Inte

rn

As reservas físicas de ouro do Brasil dobraram em 2012, fechando o ano em pouco mais de 67 toneladas. O valor de mercado, em dezembro, equivalia a cerca de US$ 3,5 bilhões pelos cálculos do Fundo Monetário Internacional (FMI), que acompanha a composição das reservas de diversos países.

rn

Em setembro do ano passado, o Brasil fez a primeira compra de ouro físico desde dezembro de 2008. Os estoques subiram de 33,6 toneladas em agosto para 35,3 toneladas em setembro. Em outubro, o montante já havia saltado para 52,5 toneladas, alcançando em novembro as 67 toneladas, assim permanecendo até o encerramento do ano, já que em dezembro não houve aquisições.

rn

Mesmo ampliando a compra, a participação do metal preciosos nas reservas internacionais brasileiras ainda é pouco expressiva, representando pouco menos de 1% dos US$ 373,147 bilhões que o país exibia em reservas no fim de 2012 pela métrica do FMI. No fim de 2011, as reservas de ouro não chegavam a 0,5% do total.

rn

O Banco Central (BC) não comenta as alterações nas reservas. Tal movimentação será explicada apenas em meados de 2013, quando for apresentado o relatório de gestão referente ao ano passado. Parte do metal preciso fica guardado no Brasil e parte em custódia no mercado internacional.

rn

De acordo com o ranking divulgado em janeiro pelo World Gold Council (WGC), o Brasil possui a 41ª maior reserva de ouro do mundo. No fim de 2011, o país estava na 53ª posição.

rn

Entre os seus pares emergentes, a maior reserva de ouro está com a China, que é a sexta colocada no ranking da WGC, com um total de 1.054 toneladas, que equivalem a 1,7% das reservas internacionais que o país computa. Considerando os outros países que formam os Brics, a Rússia aparece em oitavo lugar, com 937,8 toneladas (9,9% das reservas); a Índia fica com a 11ª colocação, com 557,7 toneladas de ouro, que respondem por 10,3% de suas reservas. E a África do Sul ocupa a 28ª colocação, com estoque de 125,1 toneladas (13,1% das reservas).

rn

Entre os vizinhos da América Latina, a maior quantidade de ouro físico é apresentada pela Venezuela, que exibe 363,9 toneladas, que colocam o país na 15ª colocação mundial e respondem por 75,3% das reservas internacionais do país.

rn

Um levantamento realizado pelo banco Barclays mostra que, no ano passado, o ouro atraiu 97% do total do que foi investido em fundos de commodities pelo mundo, representando US$ 19,8 bilhões. O ouro foi justamente uma das duas commodities, ao lado do barril de petróleo Brent, a registrar valorização de preço durante o ano passado. O desempenho de outras commodities foi mais fraco.
 

rn

Os investimentos financeiros totais realizados nos mercados de commodities internacionais subiram para a marca de US$ 20,4 bilhões em 2012, comparado com os US$ 14,6 bilhões registrados em 2011 – mas ficaram longe do recorde de US$ 66 bilhões de 2010.

rn

O pouco apetite sentido pelo segmento de agricultura foi particularmente marcante nesse período, com apenas US$ 800 milhões realizados durante o ano. Além disso, houve saída líquida de US$ 500 milhões dos investimentos em energia.

rn

Os ativos sob gestão dos fundos de commodities totalizaram US$ 425 bilhões ao fim de dezembro passado, comparado a US$ 160 bilhões em 2008.

rn

Para 2013, a instituição financeira britânica estima que a atratividade do ouro pode apresentar história diferente.

rn

 

rn

Investidores começam a sair desses fundos, com muitos preferindo fundos de energia nos Estados Unidos e alguns metais, como o estanho.

rn

rn

 

Fonte: Valor Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Fabio Schvartsman participa de evento corporativo em São Paulo

16 de abril de 2018

O diretor-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, participou, no dia 10 de abril, do Itaú Macro Vision, evento voltado para o…

LEIA MAIS

Apesar de queda da cotação do ferro, receita do Brasil deve ser estável

27 de novembro de 2018

Cotação internacional do minério de ferro recuou de mais de 8% A cotação da tonelada de minério de ferro caiu…

LEIA MAIS

5 dicas para manutenção eficaz em mineradoras

3 de dezembro de 2018

Manter o maquinário em bom estado de funcionamento é um dos maiores desafios das mineradoras. Instalados em ambientes extremos e…

LEIA MAIS