NOTÍCIAS

Solenis tem novo Centro de Tecnologia em São Paulo

8 de maio de 2017

Empresa de especialidades químicas para mercados como o de mineração diz que nova instalação faz parte de um pacote de R$ 170 milhões de investimentos no Brasilrn

A Solenis, empresa de especialidades químicas para mercados como o da mineração, inaugurou nesta semana um Centro de Tecnologia na cidade de Paulínia, em São Paulo. De acordo com a empresa, a nova instalação será o novo polo de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa na América Latina. Nos últimos três anos a Solenis já investiu R$ 170 milhões no Brasil, que incluem, além do centro, dois novos reatores e a aquisição da Quimatec Produtos Químicos.
 
De acordo com a Solenis, o local do novo Centro de Tecnologia possui aproximadamente 1.000 metros quadrados de área construída e estrutura para gerenciar as necessidades de aplicações dos clientes da região e o desenvolvimento de novos produtos. O laboratório ampliará a capacidade da empresa de estabelecer parcerias com o fornecimento de especialidades químicas para tratamento de águas industriais e aditivos para processos nos segmentos de celulose e papel, açúcar e álcool e mineração.
 
"Juntamente com outros investimentos realizados recentemente na planta de Paulínia, o Centro de Pesquisa é um passo importante para entregarmos a inovação que os nossos clientes precisam, já que passamos a disponibilizar equipamentos de última geração e ainda mais especialistas para atender a todos os segmentos em que atuamos", afirma José Armando Aguirre, vice-presidente da Solenis na América Latina.
 
Segundo a empresa, o objetivo agora é que novas soluções e produtos possam ser desenvolvidos localmente do começo ao fim, principalmente, nos setores de celulose e açúcar e etanol. Em breve, o Centro de Tecnologia de Paulínia será o Centro de Excelência Global da Solenis no desenvolvimento de especialidades químicas para o mercado de celulose.
 
"O Brasil já é um dos maiores produtores de celulose do mundo e é um setor em franca expansão", afirma Aguirre. De acordo com o executivo, ter este Centro de Tecnologia e o Centro de Excelência garantem que a Solenis esteja pronta para fornecer inovação contínua e excelente serviço para um mercado em rápida mudança. A empresa possui outros centros como esse em países como Estados Unidos, Alemanha, Holanda, China, Noruega e Espanha.
 
"A Solenis investiu em uma extensa lista de equipamentos da mais alta tecnologia e que hoje estão instalados nos cinco laboratórios que compõem o Centro de Pesquisas. O destaque é o novo laboratório-piloto, onde está instalada uma torre de resfriamento e o OnGuard, inovador sistema de monitoramento e controle da performance do programa químico", afirma a empresa, em nota.
 
Segundo a Solenis, neste espaço é possível simular as condições reais de operação de uma torre de resfriamento, utilizando amostras de água proveniente dos clientes. A empresa também investiu para expandir os serviços já prestados, incluindo a análise de amostras fornecidas pelos clientes e o desenvolvimento de novos produtos específicos para o mercado latino-americano.
 
FastTrack
 
A equipe da Solenis no laboratório de "FastTrack", outro entre os cinco laboratórios no PTC, será responsável pelo rápido desenvolvimento de novos produtos. De acordo com a empresa, neste espaço serão realizados testes que simulam as condições de aplicação dos produtos da Solenis, de forma a verificar e comparar a performance de diferentes produtos, além de possibilitar o desenvolvimento de soluções inovadoras.
 
"A presença da companhia no país é caracterizada pelo profundo conhecimento técnico de uma equipe experiente. O novo Centro de Tecnologia nos permite continuar a atender às demandas de nossos clientes e expandir as oportunidades de negócios mais rapidamente", diz Edmir Carone Júnior, gerente de Tecnologia e Desenvolvimento da Solenis para América Latina e responsável pelo Centro de Tecnologia.
 
Notícias de Mineração Brasil
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até esta sexta-feira

10 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS

Anglo American divulga resultados de produção do terceiro trimestre

24 de outubro de 2017

A Anglo American reportou um aumento de 6% na produção total em base equivalente de cobre, em comparação com o mesmo período em 2016.

LEIA MAIS