NOTÍCIAS

Solenis tem novo Centro de Tecnologia em São Paulo

8 de maio de 2017

Empresa de especialidades químicas para mercados como o de mineração diz que nova instalação faz parte de um pacote de R$ 170 milhões de investimentos no Brasilrn

A Solenis, empresa de especialidades químicas para mercados como o da mineração, inaugurou nesta semana um Centro de Tecnologia na cidade de Paulínia, em São Paulo. De acordo com a empresa, a nova instalação será o novo polo de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa na América Latina. Nos últimos três anos a Solenis já investiu R$ 170 milhões no Brasil, que incluem, além do centro, dois novos reatores e a aquisição da Quimatec Produtos Químicos.
 
De acordo com a Solenis, o local do novo Centro de Tecnologia possui aproximadamente 1.000 metros quadrados de área construída e estrutura para gerenciar as necessidades de aplicações dos clientes da região e o desenvolvimento de novos produtos. O laboratório ampliará a capacidade da empresa de estabelecer parcerias com o fornecimento de especialidades químicas para tratamento de águas industriais e aditivos para processos nos segmentos de celulose e papel, açúcar e álcool e mineração.
 
"Juntamente com outros investimentos realizados recentemente na planta de Paulínia, o Centro de Pesquisa é um passo importante para entregarmos a inovação que os nossos clientes precisam, já que passamos a disponibilizar equipamentos de última geração e ainda mais especialistas para atender a todos os segmentos em que atuamos", afirma José Armando Aguirre, vice-presidente da Solenis na América Latina.
 
Segundo a empresa, o objetivo agora é que novas soluções e produtos possam ser desenvolvidos localmente do começo ao fim, principalmente, nos setores de celulose e açúcar e etanol. Em breve, o Centro de Tecnologia de Paulínia será o Centro de Excelência Global da Solenis no desenvolvimento de especialidades químicas para o mercado de celulose.
 
"O Brasil já é um dos maiores produtores de celulose do mundo e é um setor em franca expansão", afirma Aguirre. De acordo com o executivo, ter este Centro de Tecnologia e o Centro de Excelência garantem que a Solenis esteja pronta para fornecer inovação contínua e excelente serviço para um mercado em rápida mudança. A empresa possui outros centros como esse em países como Estados Unidos, Alemanha, Holanda, China, Noruega e Espanha.
 
"A Solenis investiu em uma extensa lista de equipamentos da mais alta tecnologia e que hoje estão instalados nos cinco laboratórios que compõem o Centro de Pesquisas. O destaque é o novo laboratório-piloto, onde está instalada uma torre de resfriamento e o OnGuard, inovador sistema de monitoramento e controle da performance do programa químico", afirma a empresa, em nota.
 
Segundo a Solenis, neste espaço é possível simular as condições reais de operação de uma torre de resfriamento, utilizando amostras de água proveniente dos clientes. A empresa também investiu para expandir os serviços já prestados, incluindo a análise de amostras fornecidas pelos clientes e o desenvolvimento de novos produtos específicos para o mercado latino-americano.
 
FastTrack
 
A equipe da Solenis no laboratório de "FastTrack", outro entre os cinco laboratórios no PTC, será responsável pelo rápido desenvolvimento de novos produtos. De acordo com a empresa, neste espaço serão realizados testes que simulam as condições de aplicação dos produtos da Solenis, de forma a verificar e comparar a performance de diferentes produtos, além de possibilitar o desenvolvimento de soluções inovadoras.
 
"A presença da companhia no país é caracterizada pelo profundo conhecimento técnico de uma equipe experiente. O novo Centro de Tecnologia nos permite continuar a atender às demandas de nossos clientes e expandir as oportunidades de negócios mais rapidamente", diz Edmir Carone Júnior, gerente de Tecnologia e Desenvolvimento da Solenis para América Latina e responsável pelo Centro de Tecnologia.
 
Notícias de Mineração Brasil
Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



AngloGold Ashanti realiza simulado de emergência de barragem na comunidade de Barra Feliz

19 de novembro de 2018

Terceiro evento em Santa Bárbara mobiliza moradores. Mais de 240 se envolveram na ação, 60% do público-alvo. Próximo treinamento ocorrerá…

LEIA MAIS

Samarco: os três anos do rompimento de Fundão

5 de novembro de 2018

O rompimento da barragem de Fundão completa 3 anos. Uma realidade que faz parte da jornada da Samarco. O dia…

LEIA MAIS

LITOTECA DA CBPM É REABERTA

5 de outubro de 2015

Os interessados em fazer consultas em amostras de testemunhos de sondagem de projetos pesquisados pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) já podem programar visitas à Litoteca da empresa.

LEIA MAIS