NOTÍCIAS

Testes metalúrgicos mostram potencial de projeto de platina no Ceará

11 de junho de 2018

A Jangada Mines disse hoje que recebeu resultados positivos dos testes metalúrgicos iniciados para estabelecer o fluxo ideal do processo e recuperação de metais preciosos e básicos, incluindo cromo, para o minério encontrado no projeto de metais do grupo da platina (MGP), Pedra Branca. A mineradora diz que se trata do maior e mais avançado projeto de MGP da América do Sul.

“Os resultados dos testes metalúrgicos demonstram que a inclusão da separação magnética poderia impactar positivamente a economicidade do projeto de MGP Pedra Branca no nordeste do Brasil”, diz a empresa em nota.

Segundo a empresa, os testes convencionais iniciais produziram resultados fortes e em linha com projetos de MGP a céu aberto na África do Sul, o maior produtor de PGM do mundo.

“A adição de separação magnética aumentou as recuperações de PGM e produziu teores inesperadamente altos de ouro e cromo em um pré-concentrado com amostras demonstrando: teores de MGP de até 8,1 gramas por tonelada; teores médios de ouro de 15 g/t, sendo o mais alto de 75,5 g/t; e teores de cromo (Cr2O3) de 42% no pré-concentrado.

A mineradora diz que a pré-concentração magnética será incorporada em um fluxograma otimizado, com “a expectativa de resultar em eficiências adicionais significativas do que o inicialmente previsto, incluindo a redução do tamanho da planta, Capex [investimento de capital] e Opex [despesas operacionais]”.

Segundo o comunicado de hoje, os ·estudos econômicos devem ser concluídos em breve e podem refletir positivamente o recente aumento de 53% no recurso de MGP para 1,45 milhão de onças, anunciado no mês passado, e resultados de testes metalúrgicos.

“O potencial deste projeto continua melhorando. Esses testes metalúrgicos não só destacam o potencial atual, mas destacam que, com a inclusão da separação magnética em um circuito de processamento, podemos melhorar significativamente a economicidade de Pedra Branca. No processamento convencional, as recuperações do PGM já estão em linha com as recuperações dos produtores de baixo custo, com créditos de metais incluindo níquel, cobre e cobalto acrescentando mais valor”, disse Brian McMaster, presidente do conselho da Jangada Mines.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Alubar prioriza fornecedores do Pará

10 de abril de 2018

Em 2017, a maior parte dos investimentos da Alubar com compras e serviços foi aplicada no Pará. A fábrica, líder…

LEIA MAIS

Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS