NOTÍCIAS

Testes metalúrgicos mostram potencial de projeto de platina no Ceará

11 de junho de 2018

A Jangada Mines disse hoje que recebeu resultados positivos dos testes metalúrgicos iniciados para estabelecer o fluxo ideal do processo e recuperação de metais preciosos e básicos, incluindo cromo, para o minério encontrado no projeto de metais do grupo da platina (MGP), Pedra Branca. A mineradora diz que se trata do maior e mais avançado projeto de MGP da América do Sul.

“Os resultados dos testes metalúrgicos demonstram que a inclusão da separação magnética poderia impactar positivamente a economicidade do projeto de MGP Pedra Branca no nordeste do Brasil”, diz a empresa em nota.

Segundo a empresa, os testes convencionais iniciais produziram resultados fortes e em linha com projetos de MGP a céu aberto na África do Sul, o maior produtor de PGM do mundo.

“A adição de separação magnética aumentou as recuperações de PGM e produziu teores inesperadamente altos de ouro e cromo em um pré-concentrado com amostras demonstrando: teores de MGP de até 8,1 gramas por tonelada; teores médios de ouro de 15 g/t, sendo o mais alto de 75,5 g/t; e teores de cromo (Cr2O3) de 42% no pré-concentrado.

A mineradora diz que a pré-concentração magnética será incorporada em um fluxograma otimizado, com “a expectativa de resultar em eficiências adicionais significativas do que o inicialmente previsto, incluindo a redução do tamanho da planta, Capex [investimento de capital] e Opex [despesas operacionais]”.

Segundo o comunicado de hoje, os ·estudos econômicos devem ser concluídos em breve e podem refletir positivamente o recente aumento de 53% no recurso de MGP para 1,45 milhão de onças, anunciado no mês passado, e resultados de testes metalúrgicos.

“O potencial deste projeto continua melhorando. Esses testes metalúrgicos não só destacam o potencial atual, mas destacam que, com a inclusão da separação magnética em um circuito de processamento, podemos melhorar significativamente a economicidade de Pedra Branca. No processamento convencional, as recuperações do PGM já estão em linha com as recuperações dos produtores de baixo custo, com créditos de metais incluindo níquel, cobre e cobalto acrescentando mais valor”, disse Brian McMaster, presidente do conselho da Jangada Mines.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Entidades buscam resolução para demanda represada no embarque de rochas ornamentais

5 de novembro de 2018

Com apoio do Governo do Espírito Santo, Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito…

LEIA MAIS

NLMK participa da M&T Expo 2018

29 de outubro de 2018

A siderúrgica NLMK vai participar da edição de 2018 da MT&Expo, Feira Internacional de Equipamentos para Mineração e Construção, que…

LEIA MAIS

Programação da EXPOSIBRAM 2019 é construída de forma colaborativa

12 de novembro de 2018

Em pesquisa realizada pela internet, interessados em participar da próxima edição da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração indicaram os…

LEIA MAIS