NOTÍCIAS

Vale começa montagem do sistema Truckless em Carajás

10 de agosto de 2015

A Vale iniciou a montagem eletromecânica do sistema Truckless, para manuseio de minério de ferro, canga e estéril, no projeto S11D, em Carajás, no Sudeste do Pará. As informações são de nota publ

A Vale iniciou a montagem eletromecânica do sistema Truckless, para manuseio de minério de ferro, canga e estéril, no projeto S11D, em Carajás, no Sudeste do Pará. As informações são de nota publicada no dia 7 pela mineradora.

rn

O sistema Truckless usa correias transportadoras e o britador é móvel, enquanto que, em sistemas tradicionais, caminhões fora de estrada são utilizados para levar o minério até britadores fixos

rn

Segundo a Vale, a tecnologia está sendo utilizada, em grande escala, pela primeira vez em um projeto de minério de ferro da empresa e, além de reduzir custos operacionais, também auxilia na conservação do meio ambiente.

rn

As primeiras máquinas que estão sendo montadas são os sistemas móveis de britagem. Os britadores serão responsáveis por receber o material lavrado por escavadeiras elétricas ou hidráulicas, fragmentá-lo e depositá-lo nos transportadores móveis.

rn

“Estamos montando dois tipos de britadores: o tipo sizer, para materiais friáveis, menos resistentes, e tipo mandíbulas, para materiais compactos”, disse o inspetor de Planejamento, Rogério Senna.

rn

No sistema Truckless, a escavadeira retira o material da cava e deposita no britador móvel localizado próximo a ela. O material é transportado por um sistema de correias até uma casa de transferência, onde o produto é classificado e pode seguir para três destinos: para a pilha de canga, que é o minério superficial com alto teor de contaminantes; para a pilha de estéril, referente ao material sem valor comercial; ou para a usina, onde o minério de ferro será processado e comercializado.

rn

Depois desse processo, a canga e o estéril seguem por correias até a área das pilhas, onde são estocados por meio de empilhadeiras sobre esteiras. O minério de ferro segue pelo transportador de correia de longa distância (TCLD) até a britagem secundária, onde começa o processamento na usina. As informações são da Vale.

rn

Clique aqui e acesse a matéria.

rn

 

rn

 

 

Fonte: Notícias de Mineração Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Apesar de queda da cotação do ferro, receita do Brasil deve ser estável

27 de novembro de 2018

Cotação internacional do minério de ferro recuou de mais de 8% A cotação da tonelada de minério de ferro caiu…

LEIA MAIS

Centro de Tecnologia de Ferrosos da Vale completa 10 anos

15 de outubro de 2018

A Vale possui um dos mais avançados centros de pesquisas na aplicação de minério de ferro e carvão na siderurgia….

LEIA MAIS

Alcoa apoia desenvolvimento em Inglês para alunos do Senai Juruti

10 de dezembro de 2018

Estudantes do Programa de Formação de Operadores e Operadoras (PFO) e de cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial…

LEIA MAIS