NOTÍCIAS

Vale diz que investimento na Indonésia depende de contrato trabalhista

10 de julho de 2012

Mineradora de níquel quer garantir aporte adicional de US$ 2 bilhões para expansão das operações locais e estender contrato trabalhista para além de 2025rnA mineradora de níquel PT Vale Indonesia, unid

Mineradora de níquel quer garantir aporte adicional de US$ 2 bilhões para expansão das operações locais e estender contrato trabalhista para além de 2025

rn

A mineradora de níquel PT Vale Indonesia, unidade da gigante brasileira Vale na Indonésia, está tentando renegociar um contrato trabalhista com o governo do país para garantir um investimento adicional de US$ 2 bilhões para a expansão das operações locais, afirmou nesta terça-feira, 10, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, em entrevista à Dow Jones.

rn

rn

Ferreira disse esperar que a Vale Indonesia se torne a primeira empresa internacional na Indonésia a negociar uma emenda completa de seu contrato, o que permitiria revisar todos os aspectos de seus termos de trabalho. “Temos tudo encaminhado e, se (a empresa) tiver sucesso, nós prosseguiremos com este novo investimento de US$ 2 bilhões.”

rn

 

rn

A Vale Indonesia explora níquel na ilha de Sulawesi há décadas com um contrato trabalhista válido até 2025, segundo o website da empresa. O novo contrato provavelmente valerá por um período bem além de 2025, sugeriu Ferreira. “A mineração é uma indústria de longo prazo. Para garantirmos o futuro, precisamos eliminar as incertezas”, disse.

rn

 

rn

O ministro indonésio de coordenação da economia, Hatta Rajasa, afirmou ontem que a Vale Indonesia iria “discutir todos os aspectos do novo contrato – royalties, desinvestimento, terras, construção de fundições” com o governo. Rajasa disse também que os novos investimentos da mineradora ficariam entre US$ 2 bilhões e US$ 3 bilhões.

rn

 

rn

Há muito anos, o governo indonésio tem feito dezenas de empresas estrangeiras renegociarem seus contratos para adaptá-los à lei de mineração de 2009, que, por exemplo, obriga as mineradoras a estabelecerem operações de transporte e venda de produtos.

rn

 

rn

Segundo Ferreira, o novo investimento seria feito para expandir a fundição da Vale Indonesia, construir uma refinaria e elevar sua produção anual de níquel em 120 mil toneladas métricas ao ano até 2015. No ano passado, a produção foi de 75 mil toneladas.

rn

 

rn

Ferreira admitiu que a queda nos preços internacionais dos metais afetou a rentabilidade da unidade indonésia, mas não vê motivo para preocupação. “A maioria dos preços já não está mais tão alta, mas, de novo, a indústria da mineração precisa ser vista no longo prazo. Prevemos volatilidade nos preços, mas não estamos preocupados”, disse.

rn

 

rn

Para Ferreira, o mais importante é observar a demanda de longo prazo. “Temos economias emergentes, com populações enormes, onde planejamos fazer novos investimentos. Estes países vão precisar de “matérias primas para construir coisas como ferrovias e aeroportos”, afirmou.

rn

 

rn

A Vale S/A possui uma participação de 58,73% na Vale Indonesia. As informações são da Dow Jones.

rn

 

Fonte: Dow Jones Newswires

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Royalty: mineradoras recolhem mais CFEM em 2018

5 de abril de 2018

A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), considerada o royalty da mineração, totalizou R$ 211 milhões no mês…

LEIA MAIS

Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS

Produção de minério de ferro da BHP cai 4% no trimestre

20 de outubro de 2017

Os números levam em consideração o minério de ferro produzido pela BHP e em parcerias em joint ventures

LEIA MAIS