NOTÍCIAS

VALE DIZ QUE NÃO HAVERÁ COBRANÇA DE PARTICIPAÇÃO ESPECIAL NA MINERAÇÃO

16 de fevereiro de 2012

 O presidente da Vale, Murilo Ferreira, não acredita que, no desenvolvimento do marco regulatório do setor de minério no país, seja instituída a cobrança de participações especiais, no

 O presidente da Vale, Murilo Ferreira, não acredita que, no desenvolvimento do marco regulatório do setor de minério no país, seja instituída a cobrança de participações especiais, nos moldes do que é feito no setor de petróleo. O presidente defende que as diferenças entre a mineração e o setor de óleo e gás sejam grandes o suficiente para justificar também particularidades nas cobranças governamentais. 

rn

 A expectativa de Ferreira é de que o projeto do marco regulatório da mineração seja enviado ao Congresso no primeiro quadrimestre do ano, para então iniciar o percurso de discussões dentro do Legislativo. 

rn

 Em teleconferência com analistas de mercado, ele disse que o governo tem discutido juntamente com associações de classe a elaboração das novas regras e afirmou haver discussões em torno do processo de, primeiro, haver concessão para pesquisas, e somente depois para a realização da lavra. Já as discussões sobre royalties e participações especiais “deverão ficar mais para a frente”, acredita. 

rn

 “Em termos de participação especial, precisamos distinguir o que acontece no setor de óleo e gás daquilo que se vê no setor de mineração. São muito diferentes. O setor de óleo tem um mercado cativo, a mineração compete com o mundo todo”, lembrou. 

rn

 Além disso, o presidente da Vale ressaltou que a infraestrutura construída para a cadeia de minério de ferro acaba sendo utilizada por outros mercados, como o de grãos. “Toda essa infraestrutura fica para o país”, disse. 

rn

 Outra distinção feita entre a mineração e o setor de óleo e gás foi na natureza tributária. Na mineração, a cobrança é feita em cada etapa do processo de produção, enquanto na indústria petrolífera há a figura da substituição tributária. Existem naturezas distintas no processo de tributação: a mineração tributa a cada etapa, ao contrário do petróleo, que utiliza o sistema de substituição tributária. 

rn

 “Colocar como se fosse a mesma coisa é uma visão que precisaria ser avaliada. Com diferenças tão fortes, não acredito que haverá essa participação especial”, disse o executivo em teleconferência com analistas.

rn

 

 

Fonte: Valor Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Instituto Alcoa promove formação de professores em escolas públicas de Juruti

10 de setembro de 2018

Em busca de conhecimentos, experiências e avanços nas atividades escolares, cerca de 40 professores de escolas públicas de Juruti e…

LEIA MAIS

MINÉRIO DE FERRO: Preço tem leve alta no mercado futuro

1 de novembro de 2017

O contrato mais negociado no mercado futuro de minério de ferro, na China, com vencimento em janeiro de 2018, passou de 428 para 429,5 iuanes, ou US$ 65,09 a tonelada, de acordo com o câmbio.

LEIA MAIS

Mineração Usiminas adota nova tecnologia para dispor rejeitos

26 de junho de 2018

A Mineração Usiminas (Musa) protocolou na Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram) o pedido de licenciamento ambiental…

LEIA MAIS