NOTÍCIAS

Vale está presente em 9 países africanos

28 de dezembro de 2012

rnProjeto Carvão, da Vale, na cidade de Moatize, Moçambique, foi lançado em 2009rnUma das maiores empresas brasileiras que têm investimento na África é a Vale S/A. A companhia está presente em nove pa&i

rn

Projeto Carvão, da Vale, na cidade de Moatize, Moçambique, foi lançado em 2009

rn

Uma das maiores empresas brasileiras que têm investimento na África é a Vale S/A. A companhia está presente em nove países do continente: Guiné, Libéria, Gabão, República Democrática do Congo, Angola, Zâmbia, Malauí, Moçambique e África do Sul.

rn

Em Guiné, a Vale detém concessões para extração de minério de ferro. Na Libéria, a companhia está implantando um projeto de infraestrutura. Ela irá desenvolver, financiar, operar e manter nova ferrovia e porto e ainda reconstruir a hidrelétrica Mount Coffee. O país será uma importante rota de escoamento da produção deminério de ferro de Guiné.

rn

No Gabão, a Vale desenvolve atividades de pesquisa e exploração para operar manganês e ferroligas. Os investimentos no país também estão voltados para a área logística. A República Democrática do Congo abriga o chamado “cinturão de cobre africano”, região mais promissora do mundo em termos de depósito de minério com alto teor do metal. Com isso, a Vale está realizando no país atividades de estudo e desenvolvimento para operação de cobre e cobalto.

rn

Já em Angola, a empresa está trabalhando para operar cobre e níquel. Na Zâmbia a empresa desenvolve o projeto da mina de cobre Konkola North, localizada no “cinturão” zambiano. A mina subterrânea tem capacidade de produção nominal estimada em 45 mil toneladas métricas por ano de cobre concentrado. O início das operações está previsto para o ano que vem.

rn

No Malauí, a Vale realiza um projeto logístico centrado na recuperação de ferrovias da Sociedade de Desenvolvimento do Corredor Norte (SDCN). O empreendimento, que também envolve a construção de novas ferrovias, vai garantir a produção e escoamento de carvão da mina de Moatize, em Moçambique.

rn

Carvão – A empresa opera duas concessões para extração de carvão em Moatize. O local é considerado uma das maiores reservas carboníferas do mundo.  em Moçambique que a Vale mantém seu escritório central africano. Além da exploração de carvão, a companhia também mantém o projeto Evate, para produção de rocha fosfática.

rn

A companhia pretende ainda investir na infraestrutura logística moçambicana para melhorar o escoamento do carvão. Assim, será possível expandir o corredor ferroviário que liga a região das minas até Nacala, o maior porto natural de águas profundas da costa oriental da África. Em 2010, foi criada a Fundação Vale em Moçambique. A instituição coordena os investimentos sociais da empresa no país.

rn

A Vale mantém ainda estudos para exploração de cobre na África do Sul. Também nesse país, ela possui um escritório comercial. 

rn

 

Fonte: Diário do Comércio

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Comitiva Brasileira marcará presença na edição de 2019 do PDAC

19 de setembro de 2018

Considerado um dos mais tradicionais eventos de mineração mundial, o Prospectors and Developers Association of Canada será realizado em Toronto…

LEIA MAIS

Alcoa apoia desenvolvimento em Inglês para alunos do Senai Juruti

10 de dezembro de 2018

Estudantes do Programa de Formação de Operadores e Operadoras (PFO) e de cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial…

LEIA MAIS