NOTÍCIAS

Vale Música abre inscrições para novos alunos em Belém

7 de janeiro de 2019

Vale Música abre inscrições para novos alunos ingressarem no projeto a partir de 2019. As inscrições são gratuitas e presenciais, no período de 2 a 15 de janeiro, na sede da Fundação Amazônica (FAM), realizadora do projeto, que tem patrocínio da Vale por meio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura.

Podem se inscrever no programa crianças com idade entre sete e nove anos e que sejam alunos da rede pública de ensino ou bolsista de escolas particulares da Grande Belém. Não é necessário que a criança tenha iniciação musical ou saiba tocar instrumento musical. As inscrições devem ser feitas na FAM, localizada na Av. Magalhães Barata, 1022, entre 14 de Abril e Castelo Branco.

As inscrições podem ser feitas das 9h às 11h e das 15h às 17h. Não é necessário levar a criança no ato da inscrição, basta levar os documentos exigidos da criança, pais ou responsável legal. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (91) 3347-0505. Após se inscrever no Vale Música, as crianças fazem um teste de coordenação motora, no qual será observado sua movimentação corporal e percepção musical.

“Não é necessário a criança já saber tocar um instrumento para efetuar a inscrição, o teste é realizado apenas para sabermos se a criança está apta corporalmente e se manifesta interesse pela música”, afirma Izabel Boulhosa, coordenadora do Vale Música.

As aulas começam em fevereiro e o primeiro passo para os novos alunos é participar do Coral Infanto-juvenil Vale Música. Depois os alunos participam do Grupo de Flauta Doce Vale Música, quando iniciam as aulas de musicalização.

Sobre o Programa Vale Música

O Programa Vale Música é realizado pela FAM, desde 2004 e, atualmente conta com o patrocínio da Vale, via Lei Rouanet. Completamente gratuito, o Programa atende a mais de 250 crianças e jovens da rede pública de ensino de Belém e Região Metropolitana. Ele tem como objetivo o ensino da música, dando às crianças a oportunidade de acesso à cultura musical e à futura profissionalização.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS

Entidades buscam resolução para demanda represada no embarque de rochas ornamentais

5 de novembro de 2018

Com apoio do Governo do Espírito Santo, Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Estado do Espírito…

LEIA MAIS

Venda interna de aço cresce 2,3% em 2017

23 de janeiro de 2018

As vendas internas cresceram 2,3% em 2017 e atingiram 16,9 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Aço…

LEIA MAIS