NOTÍCIAS

Vale vende ativos na Europa para subsidiárias da Glencore

10 de julho de 2012

rnA Vale assinou acordo de venda de suas operações de ferro ligas de manganês na Europa para subsidiárias da Glencore por 160 milhões de dólares em dinheiro, informou a mineradora brasileira em fato relevante

rn

A Vale assinou acordo de venda de suas operações de ferro ligas de manganês na Europa para subsidiárias da Glencore por 160 milhões de dólares em dinheiro, informou a mineradora brasileira em fato relevante nesta terça-feira.

rn

 

rn

 

rn

A operação faz parte da estratégia da empresa de se desfazer de ativos que fogem das suas principais atividades para concentrar investimentos em grandes projetos de maior interesse da companhia.

rn

 

rn

O acordo de venda envolve a totalidade do capital da Vale Manganèse France SAS, localizada em Dunkerque, na França, e da Vale Manganese Norway AS, localizada em Mo I Rana, na Noruega.

rn

 

rn

“A venda das operações de ferro ligas de manganês na Europa é parte de nossos esforços contínuos de otimização do portfólio de ativos”, justifica a maior produtora de minério de ferro do mundo.

rn

 

rn

O ferro ligas de manganês é um material usado na fabricação de aço de forma a facilitar a mistura de elementos a temperaturas mais baixas.

rn

 

rn

Em maio, a Vale informara a venda de suas operações de carvão na Colômbia e de caulim no Amapá.

rn

 

rn

A mineradora assinou acordo de venda de ativos de carvão térmico para a CPC, unidade da Colombian Natural Resources. Com o negócio, a compradora, do banco de investimentos Goldman Sachs, adquiriu mina e infraestrutura, por 407 milhões de dólares.

rn

 

rn

“A estratégia da Vale de crescimento e criação de valor sustentável engloba múltipla opções, sendo a gestão ativa de portfólio ação importante para otimizar a alocação de capital e concentração dos esforços da administração”, disse a companhia em comunicado nesta terça-feira.

rn

 

rn

A Vale já havia informado o desinvestimento em ativos de caulim, com a venda de sua participação na Cadam S.A para a americana KaMin LLC.

rn

 

rn

A mineradora se desfez de 61,5 por cento da Cadam por 30,1 milhões de dólares, de acordo com comunicado ao mercado.

rn

 

rn

As vendas de ativos devem continuar, em processo que a mineradora realiza para dar mais foco a seus grandes projetos, conforme sinalizou à Reuters um executivo da mineradora em entrevista recente. . Participações em blocos de petróleo também estão sendo negociados pela mineradora. 

rn

 

Fonte: Reuters

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Cazaquistão recebe este ano o World Mining Congress

16 de abril de 2018

Com uma gama diversificada de commodities minerais, o Cazaquistão é o maior produtor mundial de urânio, o segundo maior de cromita e…

LEIA MAIS

Royalty: mineradoras recolhem mais CFEM em 2018

5 de abril de 2018

A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), considerada o royalty da mineração, totalizou R$ 211 milhões no mês…

LEIA MAIS

Programação da EXPOSIBRAM 2019 é construída de forma colaborativa

12 de novembro de 2018

Em pesquisa realizada pela internet, interessados em participar da próxima edição da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração indicaram os…

LEIA MAIS