NOTÍCIAS

Nova mineradora do BTG aposta em mercados andinos e africanos

13 de julho de 2012

rnA B&A Mineração, criada nesta quinta-feira pelo banco de investimentos BTG Pactual e pela AGN Agroindustrial Projetos e Participações, apostará pela diversificação e por novos mercados, com &ecir

rn

A B&A Mineração, criada nesta quinta-feira pelo banco de investimentos BTG Pactual e pela AGN Agroindustrial Projetos e Participações, apostará pela diversificação e por novos mercados, com ênfase na região andina e nos países ocidentais da África.

rn

 

rn

“Na América Latina, em particular na região andina, temos um potencial enorme de crescimento, descobertas e desenvolvimento de ativos, muitos deles abandonados no passado”, assinalou em entrevista coletiva em São Paulo Roger Agnelli, presidente do Conselho de Administração da nova empresa.

rn

 

rn

O executivo, que ocupou durante uma década a Presidência da Vale, destacou também que o continente africano tem ativos ainda desconhecidos. “A África, para o mundo, é uma questão de tempo, pois a África tem de entrar agora na economia globalizada”, ressaltou.

rn

 

rn

“O mundo precisa de uma África aumentando a oferta de recursos energéticos e alimentos e por isso apostamos nestas novas fronteiras”, acrescentou Agnelli, para quem a demanda mundial de ferro e adubos, liderada pelo mercado chinês, deverá ser mantida, apesar da crise.

rn

 

rn

“Não há problemas de demanda na China, o que se tem agora é um ajuste momentâneo do mercado”, sentenciou o empresário.

rn

 

rn

O diretor-executivo da B&A, Eduardo Ledsham, afirmou que a empresa tem planos de curto prazo para o Chile, com o início de produção de cobre em 2014, e o Peru, “aproveitando a integração do ponto de vista estratégico”, enquanto com a Argentina e a Colômbia se trabalha com projetos de médio prazo.

rn

 

rn

“São oportunidades com pequenos mineiros da região, mas com alta margem de rentabilidade”, acrescentou Ledsham, para quem a produção no Brasil deverá começar entre os próximos três e cinco anos. Na África, a empresa pretende atuar nos países do litoral oeste, da Mauritânia a Angola.

rn

 

Fonte: Yahoo Brasil

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Simpósio Brasileiro do Diamante desperta interesse internacional

1 de outubro de 2018

O 7º Simpósio Brasileiro de Geologia do Diamante, acontecerá em Salvador, na Bahia, e está atraindo palestrantes e representantes de…

LEIA MAIS

Participe do I Seminário de Extensionismo Técnico Mineral

15 de outubro de 2018

Estão abertas as inscrições para o I Seminário de Extensionismo Técnico Mineral. O evento, promovido pela Agência Nacional de Mineração (ANM),…

LEIA MAIS

CBMINA: submissão de trabalhos pode ser feita até esta sexta-feira

10 de abril de 2018

Para reforçar a importância de mão de obra qualificada e garantir o crescimento responsável da atividade minerária no País, o…

LEIA MAIS