NOTÍCIAS

CBMM divulga lucro recorde

28 de fevereiro de 2013

rnCBMM divulga lucro recordernA CBMM – Cia. Brasileira de Metalurgia e Mineração, com sede em Araxá-MG., controlada pela família Moreira Salles e maior produtora mundial de nióbio de ferro, divulgou, no d

rn

CBMM divulga lucro recorde

rn

CBMM – Cia. Brasileira de Metalurgia e Mineração, com sede em Araxá-MG., controlada pela família Moreira Salles e maior produtora mundial de nióbio de ferro, divulgou, no dia 19 de janeiro, nos jornais Diário do Comércio e Diário Oficial Minas Gerais, o seu balanço com demonstração dos resultados relativos ao exercício de 2012. Trata-se da primeira empresa mineira a publicar o seu balanço, tradição esta que ela vem cumprindo ao longo dos últimos anos.

rn

A CBMM registrou receita operacional líquida de R$ 3.863 bilhões – expansão de 16,71% em relação ao ano de 2011. Segunda maior exportadora de Minas Gerais, atrás apenas da Vale S.A., contabilizou no ano passado exportações no montante de US$ 1,9 bilhão – que corresponderam a 96% do seu faturamento.

rn

O lucro líquido – depois de deduzidos todos os impostos e os royalties das jazidas pertencentes à CODEMIG, controlada pelo governo de Minas – que não foram explicitados, somou R$ 1,454 bilhão – o que representa uma expansão de 17,95% em relação ao anterior e a 37,65% de seu faturamento líquido.

rn

Uma Conta de Participação nos Lucros entre a estatal CODEMIG-Cia. de Desenvolvimento de Minas Gerais e a CBMM garante a exploração racional do depósito de nióbio localizado próximo à cidade de Araxá, em Minas Gerais. O contrato concede 25% de participação nos lucros operacionais da CBMM ao Governo do Estado de Minas Gerais diretamente à CODEMIG e estima-se que somente em 2012 este valor tenha atingido o montante de R$ 590 milhões.

rn

Relativamente ao patrimônio líquido da companhia em 31.12.2011, o lucro equivale a impressionantes 95% do mesmo – uma excepcional rentabilidade que vem sendo obtida invariavelmente ao longo dos últimos anos. Dispondo de uma excelente liquidez, a CBMM registrou a existência de caixa e seus equivalentes somando R$ 1,024 bilhão em 31.12.2012. Os valores pagos a título de imposto de renda e contribuição social atingiram R$ 960 milhões naquele exercício.

rn

De acordo com algumas informações divulgadas pela imprensa em 2011, um consórcio de empresas constituído pela companhias CITIC Group, Baosteel Group Corp. e Taiyuan Iron and Steel (Group) Co. adquiriu naquele ano 15% do capital da CBMM por US$ 1,95 bilhão. Antes, outra fatia de 15% da empresa já havia sido adquirida por um grupo de companhias japonesas e coreanas, destacando entre elas a Posco, National Pension Service da Coreia do Sul; Nippon Steel Corp., JFE Holdings Inc., Sojitz Corp. e Japan Oil, Gas and Metals National Corp. Assim, a aquisição de 30% do capital da CBMM por grupos estrangeiros deve ter sido feita a um preço de US$ 4 bilhões o que pressupõe ser o seu valor de mercado da ordem de US$ 13 bilhões.

rn

A CBMM, fundada em 1955, produz nióbio, material-chave usado para fazer aço em peças para automóveis, edifícios e oleodutos, controla 82% do mercado mundial.

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Revista Mercado Comum

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Juristas e empresários vão debater nova legislação do setor mineral

28 de outubro de 2019

A legislação da indústria da mineração, tanto a brasileira quanto a de outros países mineradores, será amplamente debatida durante a…

LEIA MAIS

Votorantim Cimentos mobiliza população de Nobres (MT) a incentivar a leitura

5 de novembro de 2018

O programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) chega ao quarto ciclo de atividades em Nobres (MT). A iniciativa, inédita no…

LEIA MAIS

Instagram reúne informações para estudantes e profissionais ligados à geologia

19 de setembro de 2018

Com mais de 26 mil seguidores, o perfil @igeologico apresenta, de forma leve e didática, informações sobre o setor mineral…

LEIA MAIS